Os cineastas mais boicotados dos últimos tempos

Sabia que vários sindicatos policiais nos EUA pediram um boicote ao filme Os Oito Odiados de Quentin Tarantino em resposta à oposição vocal do diretor dos casos de brutalidade alegados. E esta não é a primeira vez que um cineasta recebeu a fúria do público. Se um ator tem um papel controverso ou faz declarações questionáveis ​​durante a promoção de um filme, as pessoas vão perceber e rapidamente espalhar a palavra. A era da Internet deu início a uma época em que um copo de café no feriado pode levar ao boicote do seu amado mocha latte de hortelã-pimenta, então não é nenhuma surpresa que os atores também andem no fio da navalha do politicamente correto.

John Boyega – Star Wars: Episódio VII – O Despdertar da Força (2015)

John Boyega star wars

O tão esperado Star Wars: Episódio VII pode ser uma das continuações mais faladas da história do cinema. Assim, quando o primeiro teaser saiu, revelando um Stormtrooper negro, a Internet aparentemente surtou. Bem, na verdade não. A coisa toda começou com dois supremacistas brancos no Twitter e foi intencionalmente amplificado por trolls e, acidentalmente, amplificado por pessoas que estavam genuinamente indignadas. Independentemente da intenção, a Internet estava em chamas por alguns dias enquanto #BoycottStarWarsVII foi usado em protestos, piadas e exasperações. Mas mesmo que isso seja um verdadeiro convite pra protesto, houve mesmo uma chance disso atingir a bilheteria? Depois de dois bilhões de dólares, acho que nem o Lado Negro apoia certos babacas.

Christian Bale, Joel Edgerton e Aaron Paul – Êxodo: Deuses e Reis (2014)

Christian Bale Joel Edgerton Aaron Paul

O elenco central de caucasianos de Êxodo: Deuses e Reis foi o centro da controvérsia sobre seus papéis retratando egípcios proeminentes da Bíblia. Ironicamente, Rachel Dolezal – a mulher que viria a se enredar em sua própria controvérsia étnica – pediu um boicote do filme, chamando-o de “altamente ofensivo” e “roubo e destruição de ascendência e história”. Curiosamente, a ira do hashtag #BoycottExodusMovie começou a tendência, levando a respostas de diretor Ridley Scott e de Christian Bale. Apesar das tentativas inúteis de salientar que os antigos egípcios eram “um caldeirão entre a Europa, o Oriente Médio e o Norte da África”, o filme se saiu mal, o que é hilário. Isso provavelmente não teve nada a ver com o boicote, mas porque foi um filme terrível – e talvez porque Bale também soltou comentários infelizes sobre Moisés ser esquizofrênico e terrorista.

Mel Gibson e Jim Caviezel – A Paixão de Cristo (2004)

Mel Gibson

A maioria do calor contra A Paixão de Cristo, o retrato ultra-violento da crucificação de Jesus de Mel Gibson, veio de grupos judeus que acharam o filme ofensivo e anti-semita. Alternativamente, os grupos cristãos estão apoiando o filme, apesar das representações horríveis de tortura. Gibson teve problemas iniciais encontrando distribuição e o filme começou com uma recepção morna, que só melhorou com o lançamento mundial. Pro ator Jim Caviezel, no entanto, a experiência foi tumultuada por várias razões. Havia a objeção inicial ao fato de um caucasiano interpretar Jesus, que nasceu em Belém, agora uma cidade palestina. E enquanto o seu desempenho foi elogiado, ele afirmou ser “rejeitado em minha própria indústria”. A lista negra de Hollywood é uma entidade bem conhecida – basta perguntar a qualquer estrela na década de 1940 sob suspeitas de ser membro do partido comunista – o que significava que Jim Caviezel sentiu a picada de dois boicotes separados, antes e depois do filme.

Jamie Dornan – Cinquenta Tons de Cinza (2015)

Jamie Dornan

Se você tivesse que adivinhar quem boicotou Cinquenta Tons de Cinza, em quem apostaria? Grupos religiosos? Vovós conservadoras? A Coalizão Internacional de Maridos e Namorados que não queriam assistir essa porcaria? Bem, você pode estar errado em todos os aspectos, porque na verdade foram os entusiastas BDSM. Pessoas que gostam de ser amarradas, açoitadas e subjugadas acharam que o filme não retratou fielmente o seu, hum, hobby. Jamie Dornan tentou atiçar as chamas ao admitir que ele tinha ido pra “masmorras sexuais” pra “entrar na mentalidade de Christian Grey”. Sim, Jamie, temos certeza que foi só por isso.

Deixando de lado objeções sendo gritadas atrás de máscaras de látex com zíper, um outro boicote foi iniciado por grupos de consciência sobre a violência doméstica com #50dollarsnot50shades, que encorajou as pessoas a doarem US$ 50 pra instituições de caridade que ajudam as mulheres agredidas. E glorificar o mau gosto? Direção horrível? Diálogos risíveis? Esse filme nem precisava de boicote nenhum pra se dar mal.

Seth Rogen e James Franco – A Entrevista (2014)

Seth Rogen James Franco

Coincidindo com o hack devastador que revelou uma enorme quantidade de seus e-mails desagradáveis, o filme altamente controverso da Sony, A Entrevista, foi usado como um jogo de alavancagem pelos hackers que declararam “o estúdio não precisaria enfrentar mais nenhum tormento do grupo, se eles não lançassem o filme”. Enquanto isso, no meio do período de espera quando o estúdio estava debatendo sobre lançar o filme ou não, vários cinemas preventivamente afirmaram que não iriam exibir o filme, independentemente da decisão da Sony. Isso provocou ultraje e um apelo ao boicote aos cinemas e à Sony pelas pessoas que acreditavam que eles não deveriam ceder às ameaças terroristas, o que significou que o filme já tinha causado um duplo boicote simultâneo. James Franco e Seth Rogen foram obrigados a contratem equipes de segurança e cancelarem aparições na mídia quando as ameaças contra eles ficaram surpreendentemente assustadoras. Em última análise, a Sony decidiu não lançar o filme em larga escala, optando por vários dispositivos de streaming, enquanto um pequeno número de cinemas independentes optaram por exibi-lo. Algumas pessoas acusam toda a situação como uma jogada de marketing pra angariar atenção nas redes sociais, enquanto outros acreditam que o próprio hack foi uma farsa destinada a incriminar a Coreia do Norte. Nós provavelmente nunca saberemos a verdadeira história.

Liam Neeson – Todos os futuros filmes

Liam Neeson

Quando Liam Neeson decidiu falar contra a cultura de armas dos estadunidenses, ele se esqueceu que tinha relações próximas com a fabricante de armas “Para USA”. Depois de fornecer armas pra Neeson em Busca Implacável 3, Para USA disse que nunca faria isso novamente depois das declarações do ator, que incluíram, entre outras coisas, que “existem mais de 300 milhões de armas de propriedade privada nos Estados Unidos, eu acho que isso é uma desgraça fodida”. Para USA foi ainda mais longe e começou “um boicote da indústria” contra todos os futuros filmes de Neeson, o que pode não ter o efeito que eles estão procurando. Desde que a trilogia Busca Implacável começou, Neeson se tornou uma das celebridades mais vendáveis ​​de Hollywood, mesmo depois do divertidamente ruim Sem Escalas. Em cima disso, Neeson provou que está melhor armado apenas com o karatê, então vá em frente, Para USA, faça o que puder. Mas se você se encontrar numa chave de braço excruciante enquanto suas armas são instantaneamente desmontadas até as molas, não diga que não foi avisado.

Deixe seu voto

1 point
Up Down

Votos totais: 1

Up: 1

Porcentagem de upvotos: 100.000000%

Down: 0

Downvotes percentage: 0.000000%


Quer enviar uma lista ou artigo? (Pode até virar video no canal!) Clique aqui!

Seja bem vindo ao Ei Nerd.

ou

Login

Esqueceu a senha?

Não tem uma conta? Cadastre-se

Fechar
de

Processando arquivos...

rogue one poster
Quais são as possíveis conexões entre Rogue One e The Last Jedi?
carol the walking dead
Os 5 momentos mais memoráveis de Carol em The Walking Dead
zumbilândia
10 sequências de filmes que você não sabia que estavam sendo feitas
george lucas
Os 10 melhores elementos de Star Wars que não foram criados por George Lucas
rogue one poster
Quais são as possíveis conexões entre Rogue One e The Last Jedi?
fb-logan-wolverine
Hugh Jackman garante que não irá mais interpretar o Wolverine
Mel-Gibson-Esquadrão-Suicida-2
Mel Gibson pode ser o diretor de Esquadrão Suicida 2
4-3
Próxima temporada de American Horror Story se passará durante eleições americanas
dc looney 03 - Copia
Looney Tunes e heróis da DC e vão se encontrar nos quadrinhos
i am groot fb
Marvel produzirá nova série em quadrinhos de Baby Groot
beyonce-america-comic-marvel
Marvel terá heroína latina, homossexual e inspirada em Beyoncé
Batman-do-Futuro
Batman do Futuro ganha novo uniforme nos quadrinhos
dragon-ball-the-legendary-warrior
Fã produz filme sombrio de Dragon Ball; veja trailer
samurai-x-anime
Bandai Namco anuncia que lançará game de Samurai X para smartphones
goku
Criador de Dragon Ball, Akira Toriyama questiona imagem heroica de Goku
inuyasha
InuYasha será adaptado para o teatro no Japão; confira imagem
sanguinolência
A sanguinolência nos jogos é importante ou é só grosseria?
03124001480116
Crash Bandicoot: Remasterização da trilogia ganha data de lançamento
crash bandicoot 01
Activision divulga novas imagens de Crash Bandicoot N. Sane Trilogy
maxresdefault
Projeto que seria remake de Resident Evil 2 ganha financiamento