14 comentários

20 fotos assustadoras de pessoas mortas no século 19

de em 19 de dezembro de 2013
 

Se você é uma pessoa facilmente impressionável, o conselho é: não siga adiante! As fotos abaixo não foram produzidas com nenhum objetivo de amedrontar ou chocar os que as vissem, mas no contexto atual elas podem facilmente tirar o sono de qualquer um.

Para nós, essas imagens podem parecer inconcebíveis, mas tirar fotos de pessoas mortas era algo muito comum no século XIX.  Acreditava-se que capturando a imagem de quem faleceu, sua alma ficaria viva eternamente.

Veja abaixo:

enhanced-buzz-6948-1380832729-21

O costume de tirar fotos dos mortos teve início na Inglaterra, na era vitoriana (1837 – 1901). Acredita-se que tenha tido origem quando a Rainha Vitória pediu que um familiar, recentemente falecido, fosse fotografado para poder guardar a imagem de lembrança.

mori8

As fotografias post-mortem rapidamente foram aderidas por várias famílias da época. O trabalho de preparação dos mortos era meticuloso.

fotos_post_mortem_vitoriana_14

Os corpos eram colocados muitas vezes em posições como se estivessem vivos, para preservar uma lembrança mais bela. Estruturas de madeira eram posicionadas de forma que sustentassem os corpos eretos.

enhanced-buzz-10234-1380830525-6

Era comum que parentes vivos estivessem presentes na fotografia. Pais segurando seus bebês mortos, irmãos lado a lado e até mesmo famílias inteiras reunidas ao redor do falecido.

a-filha-morta

Em algumas das fotografias você pode se confundir com quem de fato é o morto. Nesta imagem, o casal posa com a filha morta no meio.

enhanced-buzz-29466-1380833003-8

Fotos de crianças mortas eram ainda mais comuns, já que era extremamente alta a taxa de  mortalidade infantil na era vitoriana.

enhanced-buzz-29505-1380833588-0

A expectativa de vida na época também era muito baixa. Um homem de classe média alta vivia cerca de apenas 44 anos.

enhanced-buzz-21412-1380832854-17

Outro aspecto assustador é que muitas vezes os mortos eram fotografados como se estivessem apenas dormindo tranquilamente. Crianças cercadas de brinquedos, bebês em berços e até mesmo no colo dos familiares.

baby-olhos-pintados

Também era algo comum pintar os olhos sobre as pálpebras dos falecidos e usar bastante maquiagem para disfarçar a palidez natural do corpo sem vida.

postmortem18

Os familiares acreditavam que mantendo a imagem do ente querido em uma fotografia, sua alma seria eternizada e viveria para sempre. Nesta imagem, é possível ver pela coloração das mãos que a mulher de pé está morta.

enhanced-buzz-18196-1380831879-26

Com o passar do tempo, o costume acabou sendo abandonado e hoje em dia essas fotos são consideradas raridades, sendo muitas vezes leiloadas em site como o Ebay.

fotos_post_mortem_vitoriana_23

Os cenários onde eram tiradas as fotos também é outro detalhe a parte que contribui e muito para a morbidez das imagens.

enhanced-buzz-18184-1380832234-28

Muitas vezes, a única foto de uma pessoa, era justamente a de sua morte. Como fotografia era algo extremamente caro na época, não era todo mundo que podia se dar ao luxo de tirar fotos convencionais. Já a fotografia post-mortem era vista como necessária.

sem-tc3adtulo

Com o avanço nas técnicas da fotografia criadas por Louis Daguerre em meados de 1840, as imagens post-mortem foram sendo rapidamente disseminadas pela Europa.

postmortem1

O costume se tornou tão popular que muitos fotógrafos na época se especializavam em fotografias post-mortem. Acredite se quiser, pai e filho estão mortos nesta imagem.

enhanced-buzz-20882-1380833158-43

Algumas fotos também eram tiradas momentos antes do enterro.

fotos_post_mortem_vitoriana_31

Um dos aspectos que causa maior estranheza a quem vê, é a vivacidade retratada pela câmera, deixando quase impossível crer de fato que aquele corpo já não tem vida.

Devido a falta de estrutura médica na época, doenças contagiosas dizimavam famílias inteiras. Nesta foto, todas as mulheres estão mortas, a do meio está com o rosto desfigurado.

259871840968402033_ekjwcd8u_c

É possível notar o rubor exagerado na bochecha do casal falecido.

enhanced-buzz-21430-1380831483-9

Os mortos também eram retratados com objetos de referência religiosa, como crucifixos e bíblias.

Com a popularização da fotografia, a prática das imagens post-mortem foi sendo abandonada gradativamente, sendo praticamente extinta na primeira metade do século XX.

Comentários