Pirataria de Jogos é mesmo Roubo?

A pirataria online de games pode ser uma questão muito controversa. Os desenvolvedores dizem que é roubo, piratas dizem que não é. Eu concordo com os piratas em uma coisa. Importar um jogo de algum lugar como o The Pirate Bay não é roubo. E certamente não é o mesmo que roubar uma bolsa ou uma TV. Tais comparações são mais do que ridículas. Você não pode roubar uma bolsa, carregá-la na internet e compartilhá-la com o mundo inteiro. A tecnologia simplesmente não progrediu tanto ainda.

No entanto, os desenvolvedores virão com todos os tipos de argumentos pra apontar o dedo pros piratas. Uma de suas maneiras favoritas inclui o uso de estatísticas. As estatísticas são um dos tipos mais maleáveis ​​de informação no mundo – você pode fazer esses números dizerem qualquer coisa que você queira. Por exemplo, uma citação da CNBC, “em 2014, a receita total perdida devido a jogos piratas foi de aproximadamente US $ 74 bilhões e quase 2,5 bilhões de jogos piratas foram transferidos, de acordo com pesquisa divulgada no ano passado pela Tru Optik”. Pra ser claro, esta “receita” é completamente abstrata. Tudo o que fiz foi contar o número de jogos piratas como se tivessem sido fisicamente roubados do armazém ou da loja. Isso não faz sentido, porque jogos piratas não custam nada pra distribuir, não há nenhuma fábrica onde a caixa de plástico é feita, a capa é projetada e impressa e o próprio disco é produzido. Há uma enorme diferença entre compartilhar uma cópia digital e compartilhar uma cópia física. Digo “compartilhar” porque piratear um jogo não custa nada, The Pirate Bay não é uma loja de penhores cheia de itens traficados. E sejamos sinceros, quantos desses jogadores realmente poderiam comprar o jogo original? Se a pirataria deixasse de existir do dia pra noite, nós teríamos muito menos jogadores do que essas empresas teriam em lucro.

Distribuição ilícita é crime, obviamente. Só não é crime de roubo. E se for pra falar de pirataria, nós precisamos analisar o lado dos jogadores também.

bandeira pirata

Além disso, um dos meus principais argumentos a favor da pirataria é a falta da localização de jogos. Há alguns desenvolvedores de jogos que têm uma mente aberta, como TinyBuild com o seu jogo Punch Club. Uma vez que o jogo foi traduzido pro idioma de um país, a taxa de pirataria caiu exponencialmente. Por exemplo, as traduções alemãs e francesas resultaram numa taxa de “compras em vez de pirataria” de 46% e 18,8%, respectivamente. O proprietário da TinyBuild, Nichiporchik, disse que os dados foram razão suficiente pra continuar concentrando-se em traduções em certas regiões: “Punch Club mostra claramente que a localização de jogos pra idiomas da Europa Ocidental compensa e tem uma taxa de pirataria muito baixa”.

Outro argumento em apoio à pirataria é o preço. Se você simplesmente não pode pagar ou só acha que os jogos são muito caros, a culpa não é sua. Todos nós sabemos o quanto trabalho dá pra fazer um jogo, mas não podemos ser responsabilizados pelas altas taxas embutidas no produto. Por exemplo, Uncharted: Golden Abyss pro PS Vita não é um jogo muito bom e foi vendido por um preço muito estúpido. O jogo é curto e não tem absolutamente nenhum valor de replay. Além disso, há uma abundância de jogos que não são lançados em determinados países, como Grand Theft Auto: Episodes from Liberty City aqui no Brasil por causa da utilização da música “Bota o Dedinho pro Alto” do compositor Hamilton Lourenço sem permissão.

A pirataria não é roubo, especialmente quando o jogo é muito caro, não localizado adequadamente ou completamente inacessível. Os desenvolvedores de jogos têm uma tendência a apontar os piratas como vilões, quando na verdade nós só queremos jogar o jogo e, muitas vezes, se pudéssemos e achássemos que o jogo vale o preço, nós daríamos o nosso dinheiro.

Então, se você pode dar R$ 30,00 em jogos como A Lenda do Herói ou Chroma Squad, ambos brasileiros, de qualidade e, francamente, muito baratos, a pirataria realmente seria babaquice. Mas se você quer baixar Dark Souls 3 – que está custando R$ 160,00 a versão digital -, aí eu não posso te condenar, porque esse preço é uma putaria.

Deixe seu voto

0 points
Up Down

Votos totais: 0

Up: 0

Porcentagem de upvotos: 0.000000%

Down: 0

Downvotes percentage: 0.000000%


Quer enviar uma lista ou artigo? (Pode até virar video no canal!) Clique aqui!

Seja bem vindo ao Ei Nerd.

ou

Login

Esqueceu a senha?

Não tem uma conta? Cadastre-se

Fechar
de

Processando arquivos...

15935916_618952704896200_150896258_n
Conheça a primeira página que se tornou viral em 2017: “Soldado Ferido”
atrizes-duble
5 atrizes que dispensam dublês em cenas de ação
rob-schneider-3
O que diabos aconteceu com o ator Rob Schneider?
games-2017
Os 5 games mais aguardados para o ano de 2017
manto-e-adaga
Manto e Adaga será a série mais cara da Marvel
constantine-cw-seed
Constantine retornará como série animada em novo canal
homem-formiga-e-vespa
Marvel agenda início das filmagens de Homem-Formiga e Vespa
crossover-supergirl-flash-arrow-legends
Arrow, The Flash, Legends of Tomorrow e Supergirl são renovadas
deadpool filme 13
Para Ryan Reynolds, Deadpool é um personagem pansexual
deadpool-vs-punisher
Deadpool vs Justiceiro, anti-heróis serão parceiros em nova revista da Marvel
missil
Vingador pode ter morrido em nova revista da Marvel
he-man
Crossover entre ThunderCats e Masters of the Universe tem morte de importante personagem
final-fantasy-xv
PlayStation 4 está se tornando a máquina perfeita dos JRPGs
sherlock
Sherlock ganhará nova adaptação em mangá
fullmetal-alchemist-live-action-teaser-trailer
Novas imagens do filme live-action de Fullmetal Alchemist são liberadas
nappa
Arcade de Dragon Ball mostra visual de Nappa como Super Sayajin
terry-crews
Terry Crews diz que gostaria de dublar personagem de Overwatch
final-fantasy-xv-nocti-chocobo
Por que os games evoluem ou morrem?
final-fantasy-xv
PlayStation 4 está se tornando a máquina perfeita dos JRPGs
dark-forces-capa
Conheça o jogo de Star Wars que contou a história de Rogue One 20 anos atrás