dest

10 animais lançados ao espaço

Em 12 de abril de 1961, o cosmonauta soviético Yuri Gagarin se tornou o primeiro ser humano no espaço. Mas ele estava longe de ser o primeiro ser vivo a viajar para fora da atmosfera da Terra.

No século passado, a humanidade celebrou uma grande tradição de prender foguetes em animais e mandá-los para as estrelas. Alguns deles foram para serem recuperados, mas outros nunca tiveram a intenção de ver a Terra novamente.
Aqui estão 10 espécies animais que foram enviadas ao espaço.

10 – Gatos

10

A França enviou um gato ao espaço em 18 de outubro de 1963. Se foi um vagabundo chamado Felix ou a fêmea Felicette continua sendo motivo de discórdia. A jornada de Felix (ou Felicette) correu bem, mas um voo seguinte, uma semana depois, soletrou desgraça para o pobre gatinho. Cinquenta anos depois, o governo do Irã, que começou a expandir seus horizontes para o espaço, afirmou que quer lançar um gato persa para o espaço nos primeiros meses de 2014. Lança tua mãe, filho da @#%$!!!

9 – Roedores

9

Roedores têm uma longa história no espaço: camundongos, ratos, hamsters e porquinhos da índia foram enviados ao longo dos anos.

Vários experimentos foram realizados com roedores no espaço. Em 2001, o engenheiro biomédico Ted Bateman, trabalhando em conjunto com a NASA e a empresa de biotecnologia Amgen, usou ratos para testar uma proteína chamada osteoprotegerina. Eles acreditavam que a proteína poderia ser útil na perda óssea associada ao envelhecimento, e como o espaço acelera o processo de envelhecimento, foi o ambiente perfeito para realizar o estudo. Com certeza, a proteína funcionou, e experimentos subsequentes podem percorrer um longo caminho para evitar doenças ósseas como a osteoporose.

Outro experimento que contou com ratos foi conduzido por Jeffrey Alberts, professor de psicologia na Universidade de Indiana. Submetendo ratas grávidas às condições de gravidade zero e estudando seus filhotes, ele foi capaz de observar o comportamento de animais que nunca tinham experimentado as limitações da gravidade, e exibiam uma gama muito mais complexa do movimento.

8 – Peixes

8

Em 2012, a nave de abastecimento japonesa HTV-3 atracou com a Estação Espacial Internacional. Eles tinham um aquário cheio de peixes chamados “medaka”. Realizaram vários experimentos com os peixes, que eram ideais para este fim devido aos seus hábitos de reprodução rápida e pele transparente. Isto permitiu que os pesquisadores observassem seus órgãos com facilidade. Como outros animais, foram analisados quanto a degradação óssea e atrofia muscular. Apesar de estarem na água, os peixes também foram submetidos à micro gravidade e se comportaram estranhamente nela, nadando em círculos em vez de linhas retas.

7 – Chimpanzés

7

Como o parente vivo mais próximo dos seres humanos, a contribuição de chimpanzés para o programa espacial se provou inestimável.

O primeiro chimpanzé no espaço foi Ham, um macaco selvagem capturado nos Camarões em 1959. Ele foi treinado de forma brutal na Base Aérea de Holloman através de um sistema de reforço positivo e negativo. Se Ham fazia o que seus treinadores queriam, ele recebia uma bolinha de banana. Se ele desafiasse os comandos, recebia um choque.

O voo de teste de Ham foi apelidado Mercury-Redstone 2 e decolou do Cabo Canaveral, Flórida, em 31 de janeiro de 1961. Houve várias avarias durante o voo, mas Ham teve um bom desempenho, e seu traje espacial o protegeu. Ele passou a viver no Zoológico Nacional em Washington e morreu com a idade de 26 anos.

Ham foi sucedido por Enos, um animal bem treinado, que orbitou o planeta duas vezes. Ele voltou vivo, com prazer de ver seus “amigos” humanos. Infelizmente, sua história teve um final triste. Enos morreu de disenteria 11 meses depois.

6 – Macacos

6

Várias espécies de macacos foram enviados para o espaço, incluindo macacos-esquilo, micos e macacos rhesus. Bem conhecidos por suas contribuições para a investigação médica, rhesus são muito inteligentes e foram os primeiros primatas já clonados.

Albert II, um rhesus, foi o primeiro macaco no espaço depois que seu predecessor (Albert) sofreu um destino sombrio quando sufocou durante um voo. A linha subsequente de Alberts – III, IV, V, e VI – também morreram (Albert IV morreu algumas horas depois de seu retorno à Terra). Vários outros países, incluindo Argentina, França e Rússia, também usaram macacos para voos espaciais. Infelizmente, muitos deles não sobreviveram.

5 – Anfíbios

5

Anfíbios, como rãs, sapos e salamandras, têm sido utilizados pelos cientistas por um longo tempo para avaliar a saúde de um ambiente.

Ocupando água e terra, os anfíbios são quase sempre os primeiros a sucumbir até mesmo para os desenvolvimentos mais sutis, como as alterações climáticas, a poluição, bem como a introdução de doenças.

Dezenas de rãs foram enviadas ao espaço, e pelo menos um pobre sapo foi pego no (provavelmente mortal) fogo cruzado de um voo que ele nem chegou a seguir. Fotos do foguete Minotauro V da NASA decolando em Virginia fizeram manchetes. Um sapo nascido no espaço em primeiro plano. Tritões ibéricos também fizeram vários voos espaciais, começando com Bion da URSS 7, em 1985, cientistas estavam interessados em como o ambiente do espaço pode afetar a capacidade da salamandra se regenerar.

4 – Nematóides

4

Nematóides, ou vermes redondos, são na sua maioria parasitários (eles são responsáveis pela doença triquinose e infestam os nossos cães de estimação) e atraem pouca simpatia. Esses pequenos também fizeram várias viagens para o espaço, e eles acompanharam a missão Apollo 16 à Lua.

Em 2003, o ônibus espacial Columbia se desintegrou quando entrou na atmosfera da Terra. Os sete astronautas a bordo foram mortos, mas nem tudo estava perdido. Um armário contendo um experimento com nematóides foi recuperado dos destroços, e apesar de dificuldades insuperáveis, os vermes ainda estavam vivos. Estes nematóides revelaram que sua espécie sofre dos mesmos efeitos que os seres humanos quando se viaja no espaço, incluindo a deterioração muscular e sintomas diabéticos.

3 – Ursos d’água

A water bear (Paramacrobiotus craterlaki).

É quase impossível compreender o quão hostil o espaço pode ser: um vácuo quase desprovido de oxigênio, alternadamente quente escaldante e frio glacial, e com radiação suficiente para derreter seus ossos. Sem o benefício de um traje espacial, um ser humano poderia suportar mais do que alguns segundos antes de perder a consciência. Mas a passagem seria misericordiosa, desde que você não estivesse acordado para se sentir congelar até a morte ou seus pulmões rompendo com a pressão daquela última golfada de ar que você tomou.

Ursos d’água são algumas das criaturas mais duronas do planeta, capazes de condições que destroem quase qualquer outro ser vivo. Assemelhando-se em nível microscópico a lagartas inchadas, parecem quase invulneráveis. Quando confrontados com circunstâncias difíceis, o urso d’água entra em êxtase, onde suas funções biológicas quase totalmente se desligam, lhes permitindo viver durante anos sem comer ou beber em temperaturas tanto insanamente escaldantes como beirando o zero absoluto. Em 2007, cerca de 3.000 dessas criaturas foram enviadas na missão Foton-M3 da Agência Espacial Europeia, e mostraram-se capazes de resistir ao vácuo do espaço.

2 – Aranhas

2

Embora estejam facilmente entre as criaturas mais odiadas e temidas da Terra, as aranhas têm sido objeto de vários projetos espaciais.

Em 2011, duas aranhas golden orb, Gladys e Esmeralda, foram alojadas na Estação Espacial Internacional, onde fizeram teias e caçaram em micro gravidade. A golden orb foi usada porque tem o hábito de desmantelar sua teia todas as noites e construir uma nova (isso permitiria que o cientista estudassem mais construções).

Uma aranha saltadeira chamada Nefertiti também viveu na EEI durante 2011. Ela não tece uma teia, mas se escolhe para atacar sua presa. A gravidade zero parecia ter pouco efeito sobre a sua técnica de caça. Nefertiti foi retirada para o Museu de História Natural Smithsonian ao retornar à Terra.

1 – Cães

1

A URSS era bem conhecida pelo envio de uma série de cães para o espaço. A suposição natural seria de que os soviéticos usavam peças desenvolvidas em laboratório, de raça pura, mas os cães eram vira-latas, na verdade, escolhidos porque os cientistas acreditavam que eles teriam constituições mais fortes do que os animais de laboratório ou animais domésticos. Caninos foram selecionados por causa da facilidade em treiná-los e seu conforto com espaços confinados. Todos os cães utilizados eram do sexo feminino, uma vez que era mais fácil projetar um traje espacial para recolher o lixo das fêmeas.

O cão mais famoso foi Laika, encontrada nas ruas de Moscou. Laika foi o primeiro animal posto em órbita, numa missão suicida a bordo do Sputnik 2. Enquanto a maioria dos animais enviados para o espaço foram destinados a ser posteriormente recuperados, Laika nunca foi pensada para sobreviver. Depois de um período de dias, eles iriam alimentá-la com uma refeição envenenada para evitar o destino agonizante de morrer de fome. No entanto, o ofício assumiu calor excessivo, e os sinais vitais de Laika a deixaram entre cinco e sete horas após o lançamento.

Em 1960, Belka e Strelka tornaram-se os primeiros animais a sobreviver a uma viagem em órbita. No ano seguinte, Strelka teve filhotes. Como um gesto de boa vontade, o premier soviético Nikita Khruschev deu um dos filhotes, chamado Pushinka, à filha de John F. Kennedy, Caroline, como um presente.

Deixe seu voto

0 points
Up Down

Votos totais: 0

Up: 0

Porcentagem de upvotos: 0.000000%

Down: 0

Downvotes percentage: 0.000000%


Quer enviar uma lista ou artigo? (Pode até virar video no canal!) Clique aqui!
Tags:

Seja bem vindo ao Ei Nerd.

ou

Login

Esqueceu a senha?

Não tem uma conta? Cadastre-se

Fechar
de

Processando arquivos...

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
homemaranhaintro2
9 spoilers que já descobrimos em Homem-Aranha: De Volta ao Lar
venomintro2
3 maneiras que o Venom pode ser introduzido para o seu filme solo
thedarkknightintro
Entenda por que a trilogia O Cavaleiro das Trevas não foi muito boa para o Batman
injustice2coringa2
5 easter eggs de Injustice 2 que você pode não ter notado
Inumanos
Vídeo vazado de Inumanos da Marvel mostra novos detalhes da série
homemaranhaintro2
9 spoilers que já descobrimos em Homem-Aranha: De Volta ao Lar
Roger Moore
Roger Moore, estrela da franquia James Bond, morre aos 89 anos
Helen Sloan - HBO (Photo 5).JPG
Novas imagens da sétima temporada de Game Of Thrones são divulgadas
adamwarlockintro2
Conheça Adam Warlock, personagem que deve aparecer em Guardiões da Galáxia Vol. 3
hulk wolverine 03
Veja imagens do híbrido de Hulk e Wolverine nos quadrinhos
guardiõesoriginaisintro2
Conheça mais sobre a equipe original dos Guardiões da Galáxia
hellboyintro2
O que o reboot de Hellboy significa para os fãs de obra original?
portgasdaceintro2
4 mortes chocantes de personagens famosos de animes, segundo os fãs
Mangá - Liga da Justiça
Batman e a Liga da Justiça ganham um mangá por Shiori Teshirogi
anime política brasília brasil
Crise política no Brasil se transforma em “anime”; assista à vinheta
Cavaleiros do Zodíaco
Cavaleiros do Zodíaco ganha filme live-action produzido por Hollywood
Red Dead Redemption
Rockstar adia Red Dead Redemption 2 para 2018 e libera screenshots
injustice2coringa2
5 easter eggs de Injustice 2 que você pode não ter notado
scalebound
Rumor: Scalebound pode continuar produção sem a Platinum Games
South Park
South Park: A Fenda que Abunda Força ganha trailer de lançamento