5 motivos para a Netflix ter cancelado as séries da Marvel

E uma parceria que rendeu bons frutos acaba de terminar: nesta semana, a Netflix cancelou O Justiceiro e Jessica Jones, as duas últimas séries restantes do acordo feito com a Marvel, após o mesmo ocorrer recentemente com Demolidor, Luke Cage e Punho de Ferro. No entanto, apesar da lamentação dos fãs, alguns motivos explicam por que tudo teve de terminar assim.

Confira abaixo 5 razões para a Netflix ter cancelado as séries da Marvel.

5) Punho de Ferro e os primeiros indícios de fragilidade

Todos já sabemos que as séries da Marvel na Netflix tiveram um ótimo início. Tudo começou com Demolidor, que foi um sucesso estrondo. Em seguida, veio Jessica Jones, que também foi bem recebida pelo público e a crítica.

Depois, vieram a 2ª temporada de Demolidor e Luke Cage, que apesar de pequenos problemas, ainda foram bem recebidas. Para mostrar o sucesso delas, basta ver suas avaliações no site Rotten Tomatoes: 99%, 93%, 80% e 94%, respectivamente.

Veja também:  Últimas sobreviventes na Netflix, O Justiceiro e Jessica Jones são canceladas

Mas pouco depois, surgiu a primeira pedra no sapato da parceria Marvel/Netflix: a primeira temporada de Punho de Ferro, que foi mal recebida. Sua avaliação no Rotten Tomatoes está na casa de 18%, por parte da crítica.

A recepção dos fãs foi bem melhor (73%), mas ainda assim, foi a primeira prova de que esse poderoso universo cinematográfico também poderia ter suas falhas.

4) Os Defensores foi outra decepção

Quando a parceria Marvel/Netflix foi firmada, existia um objetivo em mente: criar um crossover com as quatro séries existentes. E foi exatamente o que aconteceu, após o anúncio do seriado dos Defensores. E, claro, as expectativas eram enormes, já que seria o equivalente aos filmes dos Vingadores no lado televisivo do negócio.

No entanto, sabemos que no fundo, Os Defensores não funcionou muito bem. Apesar de alguns momentos especiais dos personagens, especialmente para Matt Murdock e Jessica Jones, o crossover não teve a ação esperada para um série que tinha quatro heróis e sua história não convenceu muita gente. Se levarmos em conta as expectativas que tinha, o seriado é até considerado por muitos o maior fracasso da parceria, ao lado da 1ª temporada de Punho de Ferro.

3) Queda de qualidade e audiência

A Netflix raramente disponibiliza dados de suas séries e filmes. Mas isso não significa que isso nos impeça de ter uma ideia de como que os seus produtos são recebidos pelo público. E essa é outro ponto que pode explicar o cancelamento das séries da parceria.

Por exemplo, a empresa americana de tecnologia Crimson Hexagon notou que entre as temporadas das séries de cada um dos heróis, houve uma queda significativa de comentários sobre elas dentro das redes sociais.

E isso ainda é sustentado pela ideia de que para muitos fãs, ocorreu uma queda notável de qualidade dessas séries. Vamos excluir o Justiceiro por enquanto: a 2ª temporada de Jessica Jones não foi tão bem recebida quanto a primeira e o mesmo pode ser dito para Luke Cage. Já no caso do Punho de Ferro, houve uma melhora significativa, mas o estrago da anterior já estava feito.

Basta, agora, ligar a ordem de lançamentos, excluindo novamente O Justiceiro: 1ª temporada de Punho de Ferro – Os Defensores – 2ª temporada de Jessica Jones – 2ª temporada de Luke Cage – 2ª temporada de Punho de Ferro. Levando em conta a recepção, foi realmente algo que pesou e muito.

Sim, O Justiceiro e a 3ª temporada de Demolidor foram bem recebidas, mas já er tarde demais. E a quase obrigatoriedade de assistir a todas elas também pode ter sido um fator que pesou e muito para essa queda, já que apenas os fãs de carteirinha da Marvel continuaram ligados.

2) Disney Plus

Quando a parceria foi firmada, as coisas pareciam muito bem entre a Netflix e a Disney, que é dona da Marvel. Mas agora, estão prestes a se tornarem competidoras diretas. A indústria de serviços de streaming está crescendo bastante e até a Casa do Mickey Mouse não quis ficar de fora, já que ela irá lançar o Disney Plus no final deste ano.

Veja também:  Cancelamento de séries foi decisão exclusiva da Netflix, afirma chefe da Marvel TV

E já sabemos que, logicamente, a Disney quer disponibilizar os conteúdos da Marvel no serviço. Tanto que séries envolvendo Loki, Feiticeira Escarlate, Bucky Barnes e o Falcão estão em desenvolvimento. E, no fundo, se tornarão competidoras das que se encontram na Netflix. Outras produções podem até mesmo migrar para o Hulu, que tem vários donos, incluindo a Fox e a própria Disney, e já conta com o seriado dos Fugitivos.

Se a Disney agora se tornou uma competidora e rival, a Netflix realmente não tem mais motivos para continuar produzindo conteúdo para ela, não é mesmo?

1) A Netflix não precisa mais da Disney

netflix

Por fim, vale lembrar que o acordo entre Marvel/Netflix foi firmado em 2013. Nessa época, a única série da Marvel em exibição era Agentes da S.H.I.E.L.D. e a empresa de streaming ainda começava a se aventurar na produção de conteúdos próprios.

E da mesma forma que a Disney tem seus planos para as séries do Universo Cinematográfico da Marvel, a Netflix também tem em mente continuar com a produção de conteúdo próprio, sem a necessidade de depender da Casa do Mickey Mouse. Sim, os seriados da parceria foram importantes para o crescimento da Netflix, mas agora, isso acabou.

A Netflix já gasta bilhões para a produção de conteúdo próprio e além disso, já exibe séries inspiradas em outros quadrinhos, como é o caso de O Mundo Sombrio de Sabrina e The Umbrella Academy. Nesses casos, a empresa não precisa pagar muito por elas, sem falar que possui controle total sobre o que fazer com os dois títulos.

Vale lembrar também que a Netflix firmou uma parceria para produzir séries e filmes inspirados nos quadrinhos de Mark Millar. É algo que ela não podia fazer com a Marvel.

Outro fator que vale ser citado é que as séries da Marvel eram mais caras que seus produtos originais, algo que só fazia sentido quando a Netflix não tinha tantos conteúdos originais assim. Ou seja, se tornou um gasto dispensável.

Se olharmos todo o seu conteúdo, a Netflix realmente não precisa mais do apoio da Marvel/Disney. E se lembrarmos que se tornaram competidoras, essa parece ter sido uma decisão certeira.

Fonte: What Culture

Ei Nerd, não deixe de conferir:


Quer enviar uma lista ou artigo? (Pode até virar video no canal!) Clique aqui!

Log in

With social network:

Or with username:

You’ll be automatically logged in 5 seconds.

Esqueceu a senha?

Não tem uma conta? Registre-se

Esqueceu sua senha?

Digite seus dados de conta e nós enviaremos a você um link para recuperar sua senha.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Fechar
de

Processing files…

Machismo? Diretora explica por que Capitã Marvel não sorri durante o filme
Atrizes de Capitã Marvel e Valquíria aprovam romance entre personagens
The Flash tem reviravolta e morte inesperada em episódio recente
Top 6 filmes de heróis que precisam de reboot - X-Men
X-Men devem aparecer nos filmes da Marvel só a partir de 2021, diz site
Joia do Ego: conheça a 7ª Joia do Infinito, das HQs da Marvel
Deadpool tem todos os ossos do corpo arrancados nos quadrinhos
Turma da Mônica exalta mulheres importantes em exposição em SP
A complexidade dramática que super-heroínas têm ganhado com o tempo
Luffy passa por treinamento brutal na prisão no mangá de One Piece
Dragon Ball Super: Moro absorve poderes e quase mata Goku e Vegeta
Anime de My Hero Academia vai ganhar seu segundo filme
Game Dragon Ball Xenoverse 2 terá versão gratuita para PS4 e Xbox One
Jogadores de PUBG estão sendo presos na Índia; entenda
Google anuncia o Stadia, seu serviço de streaming de games
Game Dragon Ball Xenoverse 2 terá versão gratuita para PS4 e Xbox One
Goku criança de Dragon Ball GT é o novo DLC de Dragon Ball FighterZ
Homem-Formiga será importante em Vingadores: Ultimato – graças à Capitã Marvel
Os principais poderes do Homem de Ferro nos filmes da Marvel
Capitã Marvel prova que trailers de Vingadores: Ultimato têm cenas falsas
Kate Bishop, Estatura e mais: 11 novos heróis que podem aparecer em Vingadores: Ultimato
Celulares da Xiaomi chegam ao Brasil por até R$ 3 mil
Twitter faz testes para esconder número de curtidas e retuítes
whatsapp
Não pode ouvir agora? Aplicativos convertem áudios do WhatsApp em texto
iFood começa a testar entrega de refeição com drones