8 Motivos para Estarmos Cansados dos Seriados de Super-Heróis

Até pouco tempo atrás, a ideia de uma série de super-heróis no horário nobre da tevê numa grande rede era o suficiente pros fãs hardcore entrarem em euforia nerd. Mas, oh, os tempos mudaram rápido demais. Hoje em dia o anúncio de mais uma série de super-herói desgasta os geeks quase que instantaneamente. Por quê? Porque a maioria das séries são bem fracas. Em nome dos fãs de quadrinhos e da internet, aqui estão algumas razões pra estarmos ficando de saco cheio dos seriados de super-heróis.

Já Temos os Filmes

guardiões da galáxia

Era uma vez, os fãs ficavam felizes em ver seus super-heróis favoritos na televisão simplesmente pelo fator novidade. Mas isso foi antes de Hollywood fazer filmes impressionantes como Homem de Ferro, Cavaleiro das Trevas e Vingadores. Com atuação de alto nível, grandes efeitos especiais e histórias emocionantes, os filmes de super-heróis nos mimaram e nos mostraram o que pode ser feito com o gênero. E praticamente todas essas coisas estão rotineiramente em falta na maioria dos programas de super-herói de tevê. Sim, alguns programas estão “ok”, mas quando você pode pegar algo grande como Deadpool ou Guardiões da Galáxia, “ok” deixa de ser “ok”.

Mesmas Histórias

gotham

Quantas vezes podemos ver a história de origem de um super-herói? Os cineastas, aparentemente, acreditam que a resposta é “infinitas”, porque cada show nos arrasta mais uma vez através das histórias de origem que já vimos centenas de vezes antes. Toda a premissa de Gotham é apenas um monte de histórias de origem acontecendo simultaneamente. E não é apenas a origem que está sendo requentada. Eu não sei você, mas estou farto de histórias clichês como “ninguém acredita que existe um herói, depois a sociedade precisa digerir a informação de que o herói existe e depois a sociedade se divide entre adorar ou odiar o herói”, o que temos visto repetidamente em The Flash. E Supergirl. E Agentes da SHIELD. E em Batman V Superman. E em uma dúzia de outros filmes e séries.

Veja também:  Flash, temporada 4: qual o significado das frases ditas por Barry?

Não São Personagens, São Símbolos Corporativos

supergirl e flash

Uma razão pela qual muitos shows de super-heróis parecem apenas refazer a mesma história uma e outra vez é que a muitos dos personagens não são personagens em tudo. Eles são apenas marcas. Isso significa que os personagens realmente não podem evoluir, ou se alterar, ou ter qualquer coisa realmente interessante pra acontecer, porque isso poderia perturbar o status quo e estragar os programas e filmes futuros e o merchandising. Em vez disso, os personagens que aparecem nesses programas apenas dão voltas intermináveis, como o Flash. Stan Lee chamou esta “estase” de “ilusão de mudança”. Pode ser ótimo pra Warner Bros e pra Disney, mas aqueles que gostam de televisão de qualidade preferem um pouco menos de ilusão e um pouco mais de boa narrativa.

As Emissoras Não Sabem o que Estão Fazendo

arrow

Outro grande problema com a maioria dos programas de super-heróis é que as pessoas responsáveis ​​nas emissoras não são fãs de super-heróis. Assim, as decisões são tomadas sobre os interesses da marca, em vez do que poderia gerar uma história incrível. Eles acabam tentando agradar à plateia geek – como toda a bizarra trama de videogame em Heroes Reborn – e acabam não tentando nada, assumindo que vamos assistir qualquer bobagem – como The Cape. A maioria dos nerds quer apenas um seriado que respeita tanto sua inteligência e quanto o material de origem. Isso raramente acontece.

Heróis de Segunda Categoria

legends of tomorrow

Enquanto Superman, Batman, Homem-Aranha e os Vingadores estão ocupados dominando os cinemas, a tevê está cheia de heróis secundários, como Supergirl, Demolidor e Jessica Jones. O que eles estão fazendo com esses personagens varia entre absolutamente emocionante e tediosamente tosco. Ainda mais confuso, os planos da DC pra fazer um filme estrelando uma versão diferente do Flash faz com que o programa de tevê existente pareça como uma versão de baixa renda do personagem – ou, como dito antes, da marca.

Veja também:  Supergirl terá seu próprio Superman e não será Tom Welling

Será que eu ficaria animado com a chance de ver a Liga da Justiça a cada semana em seu próprio programa de televisão? Lógico! Estou animado pra ver o Rip Hunter tentar ensinar Capitão Frio o significado de heroísmo? Uh, não. Não mesmo. No final, se as emissoras querem nos dar personagens legais, é melhor nos dar personagens icônicos de verdade.

Falta de Criatividade

agentes da shield

Vamos dar uma olhada em alguns desses seriados de super-heróis. Barry Allen, o personagem principal em Flash, foi criado em 1956. Supergirl estreou em 1959. Esses Agentes da SHIELD fizeram sua estreia mais de 50 anos atrás, em 1965. O ponto é: nada a ser feito nesses shows é realmente novo de qualquer forma. É só cultura pop de meio século atrás. Há todos os tipos de projetos inovadores e criativos na televisão – como Mr. Robot ou The 100 – que não recebem o mesmo tipo de atenção ou apoio dos estúdios, emissoras ou fãs, quando na verdade são eles que poderiam aliviar essa geração entupida com dezenas de super-heróis. O famoso escritor Alan Moore – Watchmen e V de Vingança – chamou a proliferação de programas de super-heróis e filmes de “culturalmente catastrófico”. Estamos começando a perceber o porquê.

Estamos Prontos pra Próxima

flash

De certa forma, ainda parece que esta coisa de super-heróis é um novo desenvolvimento, mas não é. Na verdade, grande parte da atual onda de filmes de super-heróis e programas de tevê pode ser rastreada pro sucesso do primeiro filme X-Men em 2000 – ou antes. Foi legal e tudo, mas agora que nós tivemos mais de 15 anos de seriados medíocres como Heroes e Constantine, é hora de ver o qual é a próxima grande novidade. Seriados de super-heróis estão começando a parecer o MySpace ou ICQ da televisão. Eles eram divertidos, mas seu tempo já passou. O mundo está se movendo. As emissoras só não perceberam isso ainda.

Veja também:  Chewbacca é confirmado no filme derivado de Star Wars focado em Han Solo

Simplesmente Ruim

heroes reborn

E esta é a linha final: os shows de super-heróis não são muito bons na maioria dos padrões objetivos. A qualidade atravessa todas as fronteiras de gênero. Se alguém fizer um seriado de super-herói muito bom, todos nós estaríamos mais do que felizes em assisti-lo. Mas isso não está acontecendo. Em vez disso, as séries são ridiculamente melodramáticas – Arrow -, exageradas – Legends of Tomorrow -, irrelevantes – Agentes da SHIELD -, ou apenas um disparate total – Heroes Reborn. Nem mesmo o melhor deles não consegue manter o seu nível de qualidade. Basta olhar pra qualidade íngreme entre a primeira e segunda temporada de Demolidor. Mesmo que os fãs não estivessem cansados ​​de séries de super-heróis, eles estão definitivamente cansados de séries ruins. Infelizmente, as duas coisas parecem ser essencialmente sinônimas atualmente.

Deixe seu voto

-9 points
Up Down

Votos totais: 17

Up: 4

Porcentagem de upvotos: 23.529412%

Down: 13

Downvotes percentage: 76.470588%


Quer enviar uma lista ou artigo? (Pode até virar video no canal!) Clique aqui!

Seja bem vindo ao Ei Nerd.

ou

Esqueceu a senha?

Não tem uma conta? Cadastre-se

Forgot your password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Fechar
de

Processando arquivos...

Coisas da década de 80 que podem aparecer em Mulher-Maravilha 1984
Last of Us II, Anthem e mais: os 15 games de maior destaque na E3 2018
Wolverine retorna aos quadrinhos com um novo poder assustador; confira
Fallout 76, Elder Scrolls VI e mais: destaques dos 2 primeiros dias da E3
8º ano de American Horror Story será crossover de Murder House e Coven
Guardiões da Galáxia Vol. 3 será o último filme da saga, diz James Gunn
Millie Bobby Brown deixa o Twitter após montagens homofóbicas
Brie Larson fala sobre o tamanho do poder da Capitã Marvel
Stan Lee consegue ordem de restrição contra seu cuidador
Nos quadrinhos, Mulher-Maravilha já foi assediada pelo chefe dela
Homem de Ferro e Vespa se beijam em capa de nova HQ
Alvo de acusações, assistente de Stan Lee é preso nos EUA
Personagens de Death Note não serão jogáveis em Jump Force
Filme de Dragon Ball Super será lançado no Brasil pela Fox
Spoilers de Boruto revelam motivação do ataque dos Otsutsuki
Truque da ferramenta ninja é exposto em Boruto: Naruto Next Generations
Personagens de Death Note não serão jogáveis em Jump Force
Loja online para Nintendo Switch finalmente chega no Brasil
Caminhão da Sony com PlayStation 4 vai rodar o Brasil
Jogo de Stranger Things está sendo desenvolvido pela Netflix