Ação genérica e enredo fraco: a opinião da crítica sobre Tomb Raider: A Origem

Tomb Raider: A Origem faz sua estreia nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, 15. O filme é um reboot da franquia nas telonas e agora, é estrelado por Alicia Vikander, que substitui Angelina Jolie no papel da heroína Lara Croft. O longa é inspirado no jogo de 2013, que foi o segundo reboot da série dentro dos video games.

No entanto, se você estava bem animado para assití-lo, não queremos te desanimar, mas a crítica especializada, até o momento, classifica o filme apenas como mediano, por conta de sua falta de profundidade e ação genérica. Mas um dos poucos aspectos positivos citado por muitos foi a atuação de Alicia Vikander como Lara Croft em Tomb Raider: A Origem.

Confira abaixo uma compilação de críticas do filme:

Scott Mendelson, Forbes: “A Lara Croft de Alicia Vikander merece um filme melhor. A boa notícia é que a atriz vencedora do Oscar oferece uma visão divertida e ocasionamente diabólica da heroína dos games, que pode ser comparada com as tentativas anteriores da Angelina Jolie. O lado ruim é que o filme oferece emoções e ações genéricas. Ele é decente, o que é um milagre para um filme de video games, mas tem um começo sólido que é um pouco decepcionante com seu desenrolar.”

Veja também:  Fãs defendem Alicia Vikander após críticas aos seios dela em Tomb Raider: A Origem

Mara Reinstein, US Weekly: “Apesar da localização exótica, suas várias cenas e sequências faltam suspense. Escapar de um avião frágil e prestes a se desintegrar em uma cachoeira foi algo bizarro. E após quatro filmes da série Jogos Vorazes, acredito que está na hora de aposentar heroínas que atiram com arco e flecha em inimigos sem coração.”

Owen Gleiberman,  Variety: “A surpresa mais animadora do novo Tomb Raider, dirigido pelo norueguês Roar Uthaug, é que ele não apaga a chama interna de Vikander ou a tridimensionalidade de seu talento; ele não tenta colocá-la em meio ao caminho dos efeitos especiais. O filme tem a heroína balançando em cipós, atirando com arco e flecha, ação com espíritos antigos, mas é tudo feito em uma escala humana.

Sandy Schaefer, Screen Rant: “Tomb Raider: A Origem faz um serviço razoável ao apresentar a origem de Lara Croft e mostrar um reboot dos filmes estrelados por Angelina Jolie. O filme funciona como um episódio piloto para sequências futuras, por conta de seu enredo que dedica seus esforços para criar um franquia do que trabalhar sua própria história. Tomb Raider é naturalmente movido mais pela ação do que pela história  e tem como alvo criar a sensação de que o perigo está ao lado de Lara, não importa onde ela está. Só que o as cenas e ação do filme parecem mais desafios de um video game que Lara precisa desvendar para avançar, do que uma série de eventos que formam uma narrativa simplificada.”

Todd McCarthy, The Hollywood Reporter: “o roteiro de Geneva Robertson-Dworet e Alastir Siddons é algo mais ligue os pontos, o que o livra o filme da necessidade de apresentar uma caracterização mais profunda.”

Miranda Sanchez, IGN: “Tomb Raider: A Origem, pelo menos, traz a ação e feitos que brincam com a morte do game de 2013 de maneiras interessantes. Mas essas homenagens não conseguem compensar o maltrato geral do filme com Lara. Se o fato dela não ser bem desenvolvida já ser ruim, Lara ainda está sujeita a linhas de homens assustadores, como ‘Eu tenho duas filhas como você. Cabelo moreno como você. Bonitas como você.’”

Veja também:  Com Lara Croft à sombra do pai, Tomb Raider: A Origem estreia nos cinemas

Alonso Duralde, The Wrap: “Uma personagem unica e interessante merecia mais do que uma franquia de ação genérica, e Tomb Raider é exatamente isso, uma aventura tão previsível que poderia ser escrita nos mapas que os personagens usam. Quase 40 anos após Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida, ainda temo armadilhas, espinhos, aranhas e cobras.

Brian Truitt, USA Today: “O enredo e o desenvolvimento de personagens não são bem explorados por conta de sua ação maluca – a cena em que Lara pula de um avião caindo daria inveja a Indiana Jones. Mas existem alguns momentos divertidos que são bem vindos quando aparecem, e Vikander mostrou capacidade para um papel que demandava muito do físico e diversifica seus trabalhos anteriores.”

Renato Marafon,  Cinepop: “Com menos ação, um roteiro mais raso e personagens genéricos e desinteressantes, Tomb Raider – A Origem é mais um reboot que não precisava existir.”

Guilherme Haas, Tecmundo: “É uma pena que o resultado da produção seja decepcionante e que, mais uma vez, tenhamos uma adaptação apenas razoável de um título dos games. Parece que Hollywood ainda não descobriu como traduzir melhor uma trama dos jogos para as telonas.”

Fontes: Heroic Hollywood e CBR


Quer enviar uma lista ou artigo? (Pode até virar video no canal!) Clique aqui!

Log in

With social network:

Or with username:

You’ll be automatically logged in 5 seconds.

Esqueceu a senha?

Não tem uma conta? Registre-se

Esqueceu sua senha?

Digite seus dados de conta e nós enviaremos a você um link para recuperar sua senha.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Fechar
de

Processing files…

Primeiro teaser da 8ª temporada de Game of Thrones é divulgado; assista
Superman e mais: os destaques do trailer do crossover Elsewords
Guerra Infinita: por que os heróis das séries não estiveram no filme?
Roteirista de O Rei Leão original diz estar preocupada com novo filme
Coração de Ferro enfrenta vilões dos filmes da Marvel nos quadrinhos
Quem é Shang-Chi, o grande mestre de kung fu da Marvel
Novidades da Turma da Mônica serão apresentadas na CCXP
As melhores histórias de Stan Lee, segundo o próprio
Mangá de My Hero Academia revela o verdadeiro objetivo de Bakugo
Dragon Ball Super: Broly explicará como Freeza se tornou imperador
Trilha sonora de Dragon Ball Super: Broly revela spoilers do filme
Dragon Ball: qual foi a maior luta da vida de Goku?
God of War vence como melhor jogo de 2018 no The Game Awards; veja todos os vencedores
Para celulares, Ragnarök M: Eternal Love chega ao Brasil em janeiro de 2019
pokémon go
Finalmente! Batalhas de treinadores chegam ao Pokémon GO em dezembro
Pokémon Let’s Go tem easter eggs do Batman que você não sabia
Superman e mais: os destaques do trailer do crossover Elsewords
Capitã Marvel trará a Starforce ao UCM; conheça os membros
Nora traidora? Tudo sobre o final da Parte 1 da 5ª temporada de The Flash
Skrulls, Goose e mais: os destaques do 2º trailer de Capitã Marvel
iOS 12
Apple volta a produzir iPhone X após baixas vendas de modelos novos
Galaxy S10 deve ter modelo com tela gigante, 6 câmeras e conexão 5G
facebook
Facebook e Instagram ficam fora do ar em todo o mundo nesta terça-feira
Empresa chinesa lança primeiro smartphone dobrável do mundo