Blade Runner 2049: o que você precisa saber antes de assistir ao filme

Em 1982, o diretor Ridley Scott lançou Blade Runner, um filme de ficção científica baseado no livro Androides Sonham Com Ovelhas Elétricas, de Philip K. Dick, lançado em 1968. Apesar dos números ruins de bilheteria, o filme se tornou cult e já é considerado um dos grandes longas de ficção científica de todos os tempos.

35 anos depois, Blade Runner 2049 reintroduzirá ao público a Los Angeles distópica, com seus edifícios antigos, mercados e ruas e os replicantes, uma espécie de androide, criado pela Corporação Tyrell, que é muito semelhante a um humano comum.

Se você ainda não assistiu ao original, faça isso um dia. Mas se você não assistiu ou já se esqueceu de tudo o que aconteceu, esse pequeno guia lhe explicará sobre os eventos do primeiro Blade Runner, o que aconteceu nos 30 anos de intervalo entre os dois filmes e também abordar um dos maiores mistérios da franquia: seria Rick Deckard um replicante?

O que aconteceu no primeiro filme?

Antes de explicarmos o que aconteceu em Blade Runner, é preciso lembrar que existem diferentes versões do filme. Por exemplo, aquela foi exibida nos cinemas é bem distinta do corte que o diretor Ridley Scott havia feito, que é considerada a melhor de todas.

Após o oficial Gaff deter o ex-policial Rick Deckard (Harrison Ford), Bryant, antigo supervisor do protagonista, lhe ameaça e o força a caçar e “aposentar” (um eufemismo para matar) quatro modelos Nexus 6 de replicantes, que vieram ilegalmente à Terra para aumentar o período de suas vidas, que é de apenas quatro anos. Esse quatro replicantes se chamam Leon, Zhora, Pris e seu líder, Roy Batty.

Deckard vai até a Corporação Tyrell (que criou esses replicantes) para testar a máquina de Voight-Kampff, um aparelho utilizado para diferenciar os humanos dos replicantes. Lá, ele encontra Eldon Tyrell e Rachael, uma jovem mulher que não sabe que ela é uma replicante experimental que possui memórias falsas. Rachael segue Deckard até sua casa e tenta convencê-lo de sua humanidade com uma foto de família, mas ele explica para ela que suas memórias são, na verdade, as memórias da sobrinha de Tyrell.

Veja também:  Por que a mãe do Demolidor virou uma freira? Entenda

Após aposentar Zhora, Bryant diz a Deckard que Rachael fugiu e ele também terá de se livrar dela. Pouco depois, Leon ataca o protagonista, mas Rachael salva a vida do Blade Runner após atirar na cabeça do replicante. O ex-policial leva Rachael até seu apartamento e promete que não irá caçá-la.

Com metade de seus compatriotas mortos, Roy e Pris manipulam um designer genético chamado Sebastian para ter acesso à Corporação Tyrell e Eldon Tyrell, que os criou.  Tyrell informa a Roy que é impossível estender o período de vida dos replicantes. Em resposta, Roy acaba matando seu criador e Sebastian.

Deckard recebe a informação da morte de Sebastian e vai até o apartamento do designer morto. Lá, ele encontra e consegue aposentar Pris. Roy, o único replicante que sobrou, começa a jogar um jogo de gato e rato com Deckard.

Durante a perseguição, Deckard tenta pular de um prédio para outro, mas fica pendurado entre os edifícios. No entanto, Roy opta por salvar a vida do ex-policial ao invés de deixá-lo cair. Logo depois, o replicante cita o seu famoso monólogo das “lágrimas em chuva”, antes de ver o seu período de vida expirar, enquanto o Blade Runner assiste tudo em silêncio (Assista abaixo. Atenção: está em inglês).

Gaff chega até o local e provoca Deckard, afirmando que Rachael está prestes a morrer. O protagonista corre até o seu apartamento, mas encontra a replicante em segurança, dormindo em sua cama. Deckard desaparece com Rachael, para garantir que os dois permaneçam seguros.

Seria Deckard um replicante?

blade runner-1

Uma das grandes questões que surgiram entre os fãs de Blade Runner tem relação com a humanidade de Deckard e o fato se ele é ou não um replicante. Até mesmo os envolvidos na produção do original discordam sobre o assunto. Harrison Ford acredita que é o personagem é definitivamente um humano, enquanto que o roteirista Hampton Fancher prefere deixar o status de Deckard ambíguo. Já Ridley Scott garante que Deckard é um replicante.

Veja também:  Exército, DC e mais: 11 curiosidades da vida de Stan Lee

A questão da humanidade do protagonista depende da versão do filme, já que os diferentes cortes de Blade Runner realmente deixam essa questão no ar. O “corte final” providencia uma das grandes pistas se Deckard é ou não um humano. No meio do longa, o Blade Runner chega a sonhar com um unicórnio correndo em uma floresta.

Essa cena está, estranhamente, fora de contexto até os momentos finais do filme. Enquanto Deckard e Rachael fogem do apartamento, ela deixa cair um pequeno origami de unicórnio, deixado por Gaff. O unicórnio seria um indicativo de que Gaff sabe a respeito dos sonhos de Deckard, da mesma maneira que Deckard tinha ciência das memórias falsas de Rachael.

Como que o mundo mudou em 30 anos?

O filme em anime, Blade Runner Black Out 2022, dirigido por Shinichiro Watanabe (Cowboy Bebop, Samurai Champloo), se passa três anos após o original e é a principal explicação de como que o mundo mudou nos 30 anos de diferença entre os dois filmes.

O curta retrata a criação do modelo Nexus 8, que possui um período de vida igual ao de um ser humano. Isso resulta na criação de um movimento supremacista humano que utiliza a “Base de Dados de Cadastro de Replicantes” para encontrar e assassinar os androides.

O filme retrata dois modelos Nexus 8, chamados de Iggy e Trixie, e o ataque coordenado que realizaram para destruir as bases de dados que possuem informações sobre os replicantes. Eles sequestram um caminhão tanque e o explodem, destruindo todas as informações, enquanto que um enorme pulso eletromagnético (PEM) causa um blecaute mundial. O PEM também resulta em destruição massa, já que carros voadores começam a cair do céu. A consequência desse ataque resulta na proibição de todos os replicantes e causa a falência da Corporação Tyrell.

2036: Nexus Dawn, dirigido por Luke Scott, filho de Ridley Scott, se passa em 2036, e tem como foco Niander Wallace (Jared Leto), CEO da Corporação Wallace. Com o ecossistema da Terra prestes a entrar em colapso, Wallace afirma que os replicantes são importantes para garantir a sobrevivência dos humanos. Mesmo sabendo que fez algo ilegal, sua empresa construiu um novo modelo de replicante, chamado Nexus 9, que acompanha Wallace até uma reunião. Ele revela que o Nexus 9 é totalmente obediente e fez com que modelo que o acompanhou cortasse seu próprio rosto, antes de se matar.

Já 2048: Nowhere to Run, também dirigido por Luke Scott, se passa apenas um ano antes dos eventos de Blade Runner 2049, e tem como protagonista Sapper Morton (Dave Bautista), um modelo de Nexus 8. O curta mostra o lado humano de Morton por conta de seu relacionamento com uma garota e sua mãe. No entanto, quando elas são atacadas, Morton luta contra os agressores, revelando que ele é um replicante. No final, um homem liga para a polícia de Los Angeles para informar a presença de Morton.

O que sabemos sobre a sequência?

Muitos dos detalhes de enredo de Blade Runner 2049 continuam um mistério. O filme terá como protagonista o policial K (Ryan Gosling), enquanto ele embarca em uma investigação que causará conflitos com Wallace – que está “construindo um exército”. K também terá de procurar Deckard e lutar contra Morton pelo caminho.

Apenas Harrison Ford e Edward James Olmos retornarão para a sequência. Olmos reprisará seu papel como Gaff, mas já se especula que sua participação não deve ter muito destaque. Já a atriz Sean Young retornará como Rachael, mas apenas por meio de efeitos especiais, para que seu rosto seja igual ao que era em 1982, ano em que o Blade Runner original foi lançado.

blade runner-2

Uma coisa que nós já temos certeza em Blade Runner 2019 é que Ridley Scott prometeu que teremos a resposta se Deckard é ou não um replicante. A partir desta quinta-feira (5), um dos principais mistérios do cinema será desvendado.

Fonte: CBR


Quer enviar uma lista ou artigo? (Pode até virar video no canal!) Clique aqui!

Log in

With social network:

Or with username:

You’ll be automatically logged in 5 seconds.

Esqueceu a senha?

Não tem uma conta? Registre-se

Esqueceu sua senha?

Digite seus dados de conta e nós enviaremos a você um link para recuperar sua senha.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Fechar
de

Processing files…

Novo trailer do filme live-action de Dumbo é divulgado; assista
Como Thanos sobreviveu à destruição de Titã em Guerra Infinita
Violência, romance e sexo na nova fase da série Outlander
Assinatura da Crunchyroll agora pode ser paga em Real; veja os valores
stan lee
Stan Lee criou super-herói inédito antes de morrer, revela filha do quadrinista
Stan Lee trabalhava em nova série de TV antes de sua morte
Possível última foto em que Stan Lee aparece é divulgada; veja
Crimes e falência: a conturbada relação entre Stan Lee e o Brasil
Assinatura da Crunchyroll agora pode ser paga em Real; veja os valores
Por que Broly e Whis lutarão em Dragon Ball Super: Broly? Entenda
Quais Pokémons apareceram no 1º trailer de Detetive Pikachu?
Voz de Broly fala sobre motivação do vilão em Dragon Ball Super: Broly
Game de Harry Potter no estilo de Pokémon Go ganha trailer; assista
Enem 2018 teve questão de matemática relacionada ao jogo Minecraft
Dona do League of Legends, Riot Games é acusada de assédio sexual
Microsoft disponibiliza PES 2019 gratuitamente para Xbox One
Jovens Titãs, Simpsons e mais: 10 aparições de Stan Lee fora dos filmes da Marvel
Quais Pokémons apareceram no 1º trailer de Detetive Pikachu?
Exército, DC e mais: 11 curiosidades da vida de Stan Lee
The Walking Dead: o que mudou na série após a saída de Rick
Novos modelos de iPhone chegam ao Brasil atraindo poucos clientes
Samsung apresenta seu aguardado smartphone com tela dobrável
Apple deve lançar app de streaming para concorrer com Netflix em 2019
Estratégia e câmbio: por que os novos iPhone estão tão caros no Brasil