Confira o que a crítica está falando de Ghost in The Shell

A Vigilante do Amanhã: Ghost in The Shell fez sua estreia nos cinemas brasileiros na última quinta-feira (30). O filme é uma adaptação do mangá de Masamune Shirow, e também conta com longas animados, um anime lançado para a televisão, OVA’s e vídeo games.

As críticas do filme são de medianas a positivas. Os visuais, a adaptação da história original e a atuação de Scarlett Johansson como a protagonista foram elogiados, enquanto que a parte final do longa, a conclusão e alguns clichês óbvios foram alguns dos pontos negativos.

Confira abaixo uma compilação de avaliações:

O Globo, por André Miranda

André Miranda, de O Globo, elogiou bastante os visuais do filme, por encontrar um equilíbrio entre o cyberpunk e questionamentos filosóficos, o que complementa a ideia original do mangá: o limite ético para inserir tecnologia no ser humano. Além disso, se assemelham bastante com aqueles utilizados no primeiro longa animado, lançado em 1995.

Miranda também elogiou a escolha do elenco, composto por atores de diversos países, bem como a atuação de Scarlett Johansson, que não chega a ser brilhante, mas nos faz refletir muito mais do que estrelas de outros filmes.

“No meio desse deslumbre, há pausas para que os personagens conversem e deem dicas sobre os mistérios do enredo. A escalação do elenco utiliza atores internacionais para deixar claro que, no futuro, a divisão entre etnias não fará mais sentido. Haverá apenas os robôs e os não robôs, de resto somos iguais”.

IGN americana, por Terri Schwartz

Terri Schwartz, da IGN americana, disse que o filme é uma adaptação bem sucedida e respeitosa da série, apesar de todos os problemas que cercaram sua produção.

A crítica elogiou a opção do diretor Rupert Sanders de não fazer de Ghost in The Shell uma adaptação frame por frame do filme original de 1995, mas sim utilizar apenas as partes mais ricas da história, o que contribui para transmitir sua experiência para o público atual. Ela também elogiou a atuação de Scarlett Johansson e do dinamarquês Pilou Asbaek, que interpretou Batou, uma espécie de braço direito da Major, que é interpretada pela atriz. Os visuais também são um dos pontos positivos do longa.

Veja também:  Crítica: sem identidade e ambições, Venom é um filme pouco empolgante

Mas Schwartz também criticou alguns aspectos de Ghost in The Shell. Em alguns momentos, o filme parece cair na simplicidade, considerou o vilão sem muita profundidade e não há uma boa conclusão para a história da Major.

Ainda segundo a crítica, o principal problema do filme está justamente na parte final, que é muito seca e curta, o que faz ele se perder na mensagem que gostaria de passar para o público.

“Ghost in The Shell entende o que faz dessa franquia especial e fez um bom trabalho ao adaptar isso para as telonas. Parece ótimo e não está apenas copiando a estética do mangá e do animê. (…) A história se perde um pouco no ato final e não traz uma conclusão satisfatória, meus seus sucessos conseguem superar esses problemas.”

Variety, por Guy Lodge

A Variety, por meio do crítico Guy Lodge, avaliou Ghost in The Shell positivamente. Lodge também elogiou a adaptação feita por Rupert Sanders, ao mesclar cenas vistas no original, mas também por adicionar um toque de personalidade para o filme. Tudo isso sem perder a estética e personalidade do trabalho original de Masamune Shirow e Mamoru Oshii (diretor do longa original, de 1995).

Os visuais e a atuação de Scarlett Johansson também foram bastante elogiados por Lodge, bem como a parte técnica do filme, em especial o trabalho da equipe de CG e de figurino.

Lodge apenas criticou o trabalho feito pela equipe responsável pela trilha sonora, já que ela não parece se encaixar no filme e só há uma menção a música do filme original, que acontece apenas nos créditos.

“Espetacularmente honrando o espírito e a estética das adaptações de Mamoru Oshii sem tem que apelar para cosplays servis, Ghost in The Shell é entretenimento que trunfa sobre os originais por sua galopante narrativa e finos visuais.”

Veja também:  A origem do Venom: mero uniforme e ideia comprada por US$ 220

CBR, por Kristy Puchko

Eis uma crítica forte sobre o filme, que vai na contramão das demais avaliações. Kristy Puchko, do site CBR, não gostou do filme, por considerá-lo chato e ofensivo, por conta de seus problemas. Ela ainda fez um trocadilho, ao dizer que Ghost in The Shell não tem alma (O Ghost no título é uma referência à alma humana).

A crítica até elogiou os visuais do filme, por realmente chamarem a atenção do público, mas os considerou sem valor e profundidade.

Muitos fãs criticaram a escolha de Johansson e outros atores por não respeitarem a etnia original, de asiáticos. Puchko concorda com esta visão, por não ver lógica no filme em utilizar como cenário o Japão e a cultura e uma história japonesa com atores de origem caucasiana.

Puchko também não gostou da parte final do filme, bem como seus diálogos. E considerou o trabalho de Rupert Sanders fraco, ao falhar em construir um mundo para o filme e dar profundidade para seus personagens.

“Sanders criou um filme que tem espetáculo e ação, mas sem excitação. (…) Como a Paramount (produtora do filme) investiu tanto dinheiro em um filme com um roteiro desleixado e cenas de ação que tem tanto CGI que parecem um vídeo game? Eu não sei nem por onde começar.”

Texto por Augusto Ikeda
Edição por Igor Miranda

Deixe seu voto

1 point
Up Down

Quer enviar uma lista ou artigo? (Pode até virar video no canal!) Clique aqui!

Log in

With social network:

Or with username:

You’ll be automatically logged in 5 seconds.

Esqueceu a senha?

Não tem uma conta? Registre-se

Esqueceu sua senha?

Digite seus dados de conta e nós enviaremos a você um link para recuperar sua senha.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Fechar
de

Processing files…

Como Matt Murdock sobreviveu? Relembre os eventos do Demolidor antes da 3ª temporada
Atores escondem sexualidade para não perder grandes papéis, diz Sulu de Star Trek
Teoria indica onde os heróis mortos estarão em Vingadores 4
Maisie Williams fala sobre última cena de Arya em Game of Thrones
Hora da Aventura continua em HQ com Simon e Marceline protagonistas
Sabia que o sentido aranha do Homem-Aranha surgiu acidentalmente?
O dia em que Venom e Hulk formaram uma dupla para salvar uma cidade
Executivos da DC falam sobre polêmica dos genitais do Batman em HQ
Imagem de Dragon Ball Super: Broly mostra o vilão com visual estranho
Possível sinopse de Dragon Ball Super: Broly revela detalhes da trama
Boruto Uzumaki deve conseguir sua maior invocação até agora no anime
Dragon Ball Super: Broly deve ter alterações drásticas na origem do vilão
Trailer de lançamento de Red Dead Redemption 2 é lançado; assista
fortnite
Desenvolvedora de Fortnite processa youtubers por uso e venda de códigos
Conheça 5 jogos de sorteios e cassinos para smartphones
pokémon go
Quarta geração de pokémons chega ao Pokémon GO e teaser incrível é divulgado
Como Matt Murdock sobreviveu? Relembre os eventos do Demolidor antes da 3ª temporada
Bane e mais: possíveis papéis para Dave Bautista em Esquadrão Suicida 2
A She-Venom pode aparecer em Venom 2? Entenda
Horror, Carnificina e mais: o que precisa ser explorado em Venom 2
bolsonaro
Bolsonaro promete tentar revogar limite de encaminhamento do WhatsApp
Criador do Android está fazendo celular que pode enviar mensagens por você
Cofundador da Microsoft, Paul Allen morre aos 65 anos
Samsung anuncia Galaxy A9, celular de câmera com quatro lentes