Diretor de Aquaman pode solucionar os problemas de marketing da DC

O filme do Aquaman será o único lançamento do Universo Estendido da DC (UEDC) em 2018, mas será de fundamental importância para consertar a franquia, que está cheia de problemas. Mas existe outra questão pouco lembrada que também está manchando a série: seu marketing, relações públicas e percepção de público. E o longa do Rei de Atlântida parece estar seguindo os passos certos para corrigir isso.

No momento, Aquaman passa por algumas regravações, o que já poderia deixar muita gente por aí preocupada, especialmente pelo fato delas incluírem o personagem do ator Randall Park, que entrou de repente. Mas o próprio diretor, James Wan, foi até seu twitter e garantiu para todos que não se tratava de uma mudança drástica, para o alívio de muitos fãs.

Vale lembrar que as regravações não são uma coisa ruim, pois em muitos casos, são usadas para melhorar um filme, e não piorá-lo. E com Aquaman, parece que a DC, enfim, aprendeu a lição.

O problema de Relações Públicas da DC

Os filmes da DC também sofrem com uma má comunicação. A popularidade de seus filmes (ou a falta dela) parece pouco importante quando percebemos que sua narrativa está contra eles mesmos. Mesmo se Liga da Justiça não tivesse sido dirigido por dois diretores com visões diferentes, estariamos falando até hoje de seu fracasso. Sim, parte do problema está nas escolhas criativas, mas parece que pouco foi feito para consertar isso.

Mas outra grande questão nessa história é que todos esses problemas chegam até a mídia e o público de maneira até um pouco espalhafatosa, o que prejudica a imagem do negócio. É um contraste com o que a LucasFilm faz, por exemplo. Rogue One: Uma História Star Wars também sofreu com alguns problemas, mas que ficaram restritos a míseros comentários. Já o longa de Han Solo foi outro que vivenciou alguns contratempos, mas o estúdio logo contratou Ron Howard para garantir que tudo estava bem.

Veja também:  Após Superman chinês, DC apresentará Aquaman norte coreano

As coisas não andam muito bem para a DC. Apenas três futuros filmes estão confirmados para os próximos anos: além de Aquaman, Shazam! e Mulher-Maravilha 2 são os outros títulos. Enquanto isso, vários outros projetos estão em desenvolvimento, mas ainda não foram confirmados. Por exemplo, ainda não temos um anúncio oficial de um filme solo de origem do Coringa, mas ele parece ganhar um tratamento parecido com o de Mulher-Maravilha 2, que já é uma certeza.

Já a Marvel faz justamente o oposto: divulgou sua agenda de filmes ainda em 2014, fez o possível para manter tudo conforme planejado e até quando precisou fazer mudanças, as promoveu de forma sutil para não assustar até mesmo um público casual.

O próprio filme do Aquaman poderia se tornar um problema

Já que tudo isso está acontecendo, não podemos descartar que Aquaman pode sofrer dos mesmos problemas. O personagem se tornou motivo de piada anteriormente, enquanto que a versão de Jason Momoa do Rei de Atlântida foi cercada de algumas polêmicas por mudar algumas de suas características. Adicione aí uma rápida aparição esquecível em Batman vs. Superman e uma estreia considerada apenas normal em Liga da Justiça e você já imagina que problemas podem afetar o longa solo do herói.

Aquaman será lançado um ano após Liga da Justiça e poderia ser uma redenção, mas os fãs também tem motivos de sobra para se preocuparem. E as primeiras exibições teste tiveram avaliações variadas.

Mas o diretor James Wan parece pronto para corrigir tudo isso.

James Wan está deixando a narrativa sob controle

A Marvel faz algo que a DC não está sabendo conduzir: ela escolhe diretores que sabem lidar com rumores e críticas facilmente. James Gunn, Taika Waititi, Peyton Reed, Joss Whedon, Jon Favreau e os irmãos Russo – sem contar o elenco – estão sempre interagindo com os fãs no twitter, compartilhando coisas do universo cinematográfico e brincando com teorias. Em contraste, a maior interação que vimos na DC foi Zack Snyder explicando sua saída de Liga da Justiça.

Mas aí veio James Wan, um dos diretores mais interessantes de Hollywood no momento. Ele se tornou conhecido por dirigir filmes de terror, como Jogos Mortais e Invocação do Mal, e por conta disso, foi escolhido para dirigir o emocional e trágico Velozes e Furiosos 7. Mas a questão mais importante aqui é que ele compreende o público, e com Aquaman, isso não será diferente.

Veja também:  Revelada primeira imagem de Jason Momoa no filme solo do Aquaman, veja

Wan já deu alguns bons exemplos no twitter: ele já negou o lançamento de um falso trailer, deixou bem claro o que eram as regravações do filme e até mesmo criticou levemente uma das cenas do herói em Liga da Justiça (aquela conversa debaixo d’água com Mera, que o diretor garantiu que não deve acontecer no filme). Ele compreende algumas coisas do público e faz questão de interagir. É algo bem diferente do que aconteceu com outros diretores da franquia.

E isso já está tendo um certo impacto. Patty Jenkins também já está utilizando as mídias sociais para falar dos fãs a respeito de Mulher-Maravilha 2. Foi ela mesma, por exemplo, que anunciou a escolha da atriz Kristen Wiig para interpretar a vilã Mulher-Leopardo. Enquanto que David F. Sandberg faz o mesmo como forma de “trollar” os fãs do Shazam!, por conta dos vazamentos que já ocorreram.

Aquaman é capaz de mudar o cenário dos filmes da DC?

Agora, vamos falar do filme em si. Aquaman, meio que sem querer, precisa marcar o início de uma nova era para o UEDC. Há quem diga que pode ser um pequeno reboot da franquia após a decepção de Liga da Justiça, mas que também precisa continuar por conta do sucesso de Mulher-Maravilha. Mas podemos dizer que ele está em boas mãos. Wan foi uma escolha certeira por conta de sua sensibilidade e percepção com filmes de sucesso e fez questão de ter o controle criativo de Aquaman (algo que Matt Reeves uso como motivação para assumir o filme do Batman). Se há alguém que tem capacidade de fazer a aventura do Rei de Atlântida ser um sucesso, é ele.

Mas conforme dito um pouco acima, um trabalho de marketing e relações públicas também será fundamental. A Marvel, além de fazer bons filmes, também é muito eficiente em promovê-los com seu público. Algo que a DC também não está acertando a mão. Se ela quer mudar o panorama de seus filmes, também precisa saber escolher quem irá promovê-lo.

E James Wan já mostrou ser uma parte importante dessa questão. De qualquer forma, ainda não sabemos como será o futuro do UEDC, mas tudo indica que as coisas podem melhorar com Aquaman.

Fonte: Screen Rant


Quer enviar uma lista ou artigo? (Pode até virar video no canal!) Clique aqui!

Log in

With social network:

Or with username:

You’ll be automatically logged in 5 seconds.

Esqueceu a senha?

Não tem uma conta? Registre-se

Esqueceu sua senha?

Digite seus dados de conta e nós enviaremos a você um link para recuperar sua senha.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Fechar
de

Processing files…

Revival mais duradouro da Netflix, Fuller House estreia 4ª temporada
Multishow tem exibido episódios ‘inéditos’ de Chaves e Chapolin; veja lista
Titãs pode encerrar primeira temporada com formação totalmente diferente
Mundo de fantasia: por que Aquaman não é bem um filme de herói
Marvel pode estar planejando destruir todo seu universo nas HQs em 2019
HQ de Guerra Infinita contradiz irmãos Russo sobre Thanos e Hulk
Coração de Ferro enfrenta vilões dos filmes da Marvel nos quadrinhos
Quem é Shang-Chi, o grande mestre de kung fu da Marvel
Anime de Sailor Moon voltará para a TV aberta no Brasil em 2019
Pôster de Dragon Ball Super: Broly confirma Goten e Trunks no filme
Dragon Ball Super: Broly tem estreia antecipada no Brasil
Produtores respondem críticas às heroínas de Saint Seiya: Saintia Shô
Spawn pode ser um dos personagens ‘convidados’ de Mortal Kombat 11
Red Dead Redemption 2 é o grande destaque do Brazil Game Awards 2018
Informações pessoais de jogadores de Fallout 76 vazam por erro no sistema
Geralt, do game The Witcher, será personagem de Monster Hunter: World
Batman, futuro e mais: 10 questões sobre o final do crossover Elseworlds
Todos os monstros do novo trailer de Godzilla II: Rei dos Monstros
10 teorias sobre o trailer de Vingadores: Ultimato
Ruínas, final e mais: 5 revelações da última temporada de Game of Thrones
Os melhores aplicativos de 2018, segundo a Apple e o Google
iOS 12
Apple volta a produzir iPhone X após baixas vendas de modelos novos
Galaxy S10 deve ter modelo com tela gigante, 6 câmeras e conexão 5G
facebook
Facebook e Instagram ficam fora do ar em todo o mundo nesta terça-feira