Entenda por que a trilogia O Cavaleiro das Trevas não foi muito boa para o Batman

A trilogia O Cavaleiro das Trevas é, com certeza, uma das mais importantes entre o gênero dos filmes de super-heróis. Após uma aproximação um pouco artificial e teatral de Tim Burton e Joel Schumacher, Christopher Nolan reintroduziu o herói para as telonas em 2005, com Batman Begins, em uma direção completamente oposta, mas que foi um enorme sucesso.

Mas apesar da qualidade inquestionável de seus filmes, existem algumas falhas que marcam a trilogia O Cavaleiro das Trevas. E ele se tornou tão marcante que qualquer título da DC será comparado com o trabalho feito pelo diretor Christopher Nolan.

Confira abaixo 10 motivos da trilogia O Cavaleiro das Trevas não ter feito muito bem para o Batman:

10) Vilões mal aproveitados

darkknightbane

Sim, uma das coisas mais memoráveis da trilogia O Cavaleiro das Trevas foi a participação inesquecível do Coringa, interpretado com maestria por Heath Ledger. Ele realmente foi retratado como um gângster psicopata, que deseja levar as pessoas à loucura e que apenas quer ver o circo pegar fogo.

Mas, infelizmente, os demais vilões da trilogia não tiveram o mesmo tratamento. O Espantalho foi ofuscado por Ra’s al Ghul, que também não teve o seu famoso misticismo. Sua filha, Talia al Ghul, foi retratada como uma femme fatale meia boca; Bane se transformou apenas em um sujeito musculoso com uma voz nada ameaçadora; e o Duas Caras parece uma versão “chorosa” do Exterminador do Futuro.

Excluindo o Coringa, todos os demais vilões não foram bem retratados por Nolan.

9) Um Bruce Wayne sem personalidade

darkknightbrucesempersonalidade

Bruce Wayne é um personagem difícil de ser derrubado. Apesar de parecer introspectivo, ele possui um talento natural para convencer pessoas, independente se estiver com seu traje ou não. Bruce já fez muitos personagens ficaram do seu lado, mesmo em momentos inoportunos, simplesmente por conta da força de seu caráter.

Acontece que o Bruce Wayne da trilogia O Cavaleiro das Trevas não possui o mesmo carisma do herói nos quadrinhos. Seus aliados no filme parecem estar ao seu lado apenas por que Bruce pediu. Ele também aparentou não ter muita força por trás de seu caráter, e a pouca emoção que demonstrou ter se apoiou em momentos baratos, como a morte de Rachel.

Veja também:  10 teorias insanas de Dragon Ball que podem ser verdadeiras

8) Um Alfred ignorado

darkknightalfred

Alfred Pennyworth é conhecido por ser o mordomo de confiança do Batman, mas no fundo, sempre foi uma espécie de mentor e figura paterna na vida de Bruce Wayne. Nas suas primeiras aparições no cinema, quando foi interpretado por Michael Gough, Alfred sempre se portou como um sábio idoso, que normalmente passava conselhos para os demais personagens e fazia algumas brincadeiras.

O veterano Michael Caine foi quem deu vida a Alfred na trilogia de Nolan, mas, infelizmente, seu papel foi reduzido ao de um senhor irritante, que era constantemente ignorado por Bruce. Todas as mensagens de sabedoria que queria transmitir não fizeram diferença, e seu papel de guardião não foi o suficiente para impedir as escapadas do Batman.

O Alfred da visão de Christopher Nolan não teve qualquer impacto na vida de Bruce. Isso sem contar que após deixa-lo sozinho em O Cavaleiro das Trevas Ressurge, ninguém pareceu sentir falta dele, seja o próprio Bruce Wayne ou o público.

7) O Batman não fez seu papel de detetive

darkknightcoringa

Nos quadrinhos, um dos apelidos do Homem Morcego é “O maior detetive do mundo”. Em filmes passados, ele precisou resolver alguns enigmas do Charada ou deduzir as fraquezas de seus inimigos. Não teve a mesma profundidade dos quadrinhos, mas mostrou um pouco de sua inteligência.

Acontece que a trilogia O Cavaleiro das Trevas não mostrou esse lado do herói, muito pelo contrário. Em Batman Begins, Bruce não descobre o esquema de Ra’s al Ghul até o final do filme; ele apenas espancou o Coringa para descobrir o paradeiro de Rachel em O Cavaleiro das Trevas e nunca descobriu a verdadeira identidade de Miranda Tate em O Cavaleiro das Trevas ressurge, mesmo após anos de negócios e algumas noites ao seu lado.

Nolan preferiu um vigilante bruto, ao invés do esperto e inteligente detetive que o Batman sempre foi.

6) Falhou em mostrar a vida dupla de Bruce

darkknightbrucewayne

Outra parte importante de Bruce Wayne é o equilíbrio entre o seu legado como herói e empresário. De noite, claro, sempre se preocupou em lutar contra bandidos e desmantelar o crime organizado. Mas de dia, era um homem de negócios.

A visão de Christopher Nolan praticamente se esqueceu de que Bruce tem responsabilidades além de ser o Batman. Sim, em Batman Begins o protagonista flertava com algumas modelos e tinha uma imagem de bad boy para ajudar a esconder sua identidade dupla, mas isso foi ignorado nos demais filmes. Bruce fez pouquíssimas aparições públicas, apenas para esbarrar em uma ex-namorada ou perseguir um ladrão (no caso, ladra, após a Mulher-Gato roubar um colar de sua mãe). Bruce pareceu um mero vigilante com nenhum interesse no mundo real.

Veja também:  Os personagens do Ursinho Pooh representam transtornos mentais?

5) As ações do Batman não tiveram impacto em Gotham

darkknightbatman

Qual é o propósito da presença do Batman se ele não fizer alguma diferença? Em filmes anteriores, ele era um herói, amigo dos necessitados e até uma celebridade em Gotham. Ele sempre foi visto como um protetor da cidade, mas isso mudou bastante nos filmes de Nolan.

Batman tem uma rápida ascensão até se “aposentar” repentinamente, após o Coringa conseguir matar Harvey Dent. Após isso, ficou aparente que Bruce quis sumir por um bom tempo. A redução do crime se deu por conta do Ato Dent, algo que Gotham fez por si mesma. O Batman teve um envolvimento indireto, mas suas ações não foram exatamente salvadoras como deveriam ser, isso até ele se livrar da bomba nuclear no final do terceiro filme.

4) O Comissário Gordon foi um detetive terrível

darkknightjimgordon

Jim Gordon, mais lembrado pelo nome Comissário Gordon, nunca foi bem retratado nos filmes, algo que nunca foi justo com o personagem. A trilogia O Cavaleiro das Trevas optou em fazer uma introdução apropriada para o chefe da polícia de Gotham.

Mas se há algo que acompanhou o crescimento de Gordon na trilogia foi o fato de ele não ser um grande policial. Ele falhou em descobrir os policiais corruptos de seu departamento em Batman Begins, por exemplo. Ele também não teve a capacidade de ler sua carta de confissão sobre os crimes de Harvey Dent. Sem contar que Gordon não foi capaz de perceber quer Bruce Wayne era o Batman, até que o próprio desse uma pista de sua identidade.

3) A introdução de John Blake

darkknightjohnblake

Robin, o eterno parceiro do Batman, só apareceu em seus filmes duas vezes: Batman Eternamente e Batman & Robin. Interpretado por Chris O’Donnell, Dick Grayson pareceu um personagem sério e impulsivo, mas foi uma tentativa honesta de trazer o personagem para as telonas.

Veja também:  Nova sinopse de Dragon Ball Super: Broly revela mais detalhes da trama

Christopher Nolan poderia facilmente ter retratado a origem trágica de Robin. Ao invés disso, conhecemos John Blake, um oficial da polícia de Gotham e, acidentalmente, o homem mais esperto de todo o departamento, após descobrir a identidade secreta do Batman, ao observar o olhar de Bruce Wayne (sim, foi assim). Bruce lhe deu as chaves da Batcaverna, e descobrimos no final que o nome de Blake, na realidade, é Robin.

O eterno parceiro do Homem Morcego foi renegado apenas a uma pequena referência no final do terceiro filme. Algo decepcionante.

2) A coreografia das lutas deixou a desejar

darkknightlutas

Além de ser uma das mentes mais brilhantes de todo Universo DC, o Batman também é um excepcional combatente corpo a corpo. Treinado por ninjas, Bruce Wayne sempre esteve no pico de seu condicionamento físico para lutar contra os vilões.

Mas a trilogia O Cavaleiro das Trevas pareceu contar mais com os apetrechos do herói, ao invés de suas habilidades de luta. O próprio Cristian Bale reclamou de como o traje era desconfortável, o que com certeza atrapalhou. Em algumas cenas, o Batman parecia dar alguns socos forçados e calculava mal suas esquivas. Até mesmo sua luta contra Bane foi decepcionante, por ser reduzida a poucos golpes e muitos gritos.

1) Criou o tom sombrio do Universo Cinematográfico da DC

darkknightucdc

Desde a estreia de O Homem de Aço, a audiência e os fãs de quadrinhos sempre reclamaram do tom escuro e sombrio dos filmes do Universo Cinematográfico da DC (UCDC). Muitos consideram a natureza dos filmes da Marvel o ideal, e que a DC não precisava se levar tão a sério.

Mas é preciso apenas olhar no espelho para entender que essa escolha é baseada na trilogia O Cavaleiro das Trevas, que faturou bilhões. Com tamanho sucesso, a DC imaginaria que a mesma fórmula funcionaria em Batman, Superman e demais filmes. Por conta da trilogia, o Batman se tornou sombrio, violento e sem espaço para se lembrar de seu passado, e foi assim que muitas pessoas aprenderam a apreciar o herói. De certa forma, aqui podemos colocar a culpa nos fãs.

Fonte: CBR

Deixe seu voto

-5 points
Up Down

Quer enviar uma lista ou artigo? (Pode até virar video no canal!) Clique aqui!

Log in

With social network:

Or with username:

You’ll be automatically logged in 5 seconds.

Esqueceu a senha?

Não tem uma conta? Registre-se

Esqueceu sua senha?

Digite seus dados de conta e nós enviaremos a você um link para recuperar sua senha.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Fechar
de

Processing files…

Quais personagens antigos voltam em Capitã Marvel (e como eles voltam)
10 detalhes que você pode ter deixado passar no primeiro trailer de Capitã Marvel
Capitã Marvel: tudo sobre sua origem, poderes e mudanças no filme
7 atores que poderiam ser o novo Superman nos cinemas
Coringa: veja novas fotos do set e easter egg da série de jogos Arkham
Alguém está se passando pelo Arqueiro Verde em novo trailer de Arrow
Vídeo mostra novas cenas e detalhes do visual da Capitã Marvel; assista
Quais personagens antigos voltam em Capitã Marvel (e como eles voltam)
Batman aparece sem roupas pela primeira vez nos quadrinhos
Neymar lança série de quadrinhos em que aparece como herói
Turma da Mônica ganha game para PlayStation 4 e Nintendo Switch
Serviço de streaming DC Universe ganha data de lançamento; confira
Dragon Ball Super: Broly deve ter luta em outra dimensão com efeitos CGI
Anime de Boruto mostra a hipocrisia de Naruto como Hokage; entenda
Boruto vai até o esconderijo de Orochimaru e descobre clones de Mitsuki
Dragon Ball Super: Broly ganha novo pôster com os Saiyajins do filme
Devil May Cry 5 tem novo trailer, personagem inédito e informações; veja
Sony anuncia console PlayStation Classic com 20 jogos na memória
fortnite
Fortnite é considerado justificativa em mais de 200 casos de divórcio em 2018
Easter egg no jogo Spider-Man te faz voltar à época do PS1