Game independente Ape Out surpreende com jogabilidade simples e ótima

Gorilas não são figuras tão presentes nos videogames, mas há pelo menos um deles que marcou o ideário dos jogos eletrônicos: Donkey Kong. No princípio, era o vilão: era o macaco que impedia o humano de encontrar a glória – ou, no caso, a Princesa. O jogo mais interessante de 2019 até aqui inverte essa lógica com primazia: Ape Out.

No game, do desenvolvedor americano Gabe Cuzillo, o jogador é o gorila e os humanos são os inimigos. No lugar de uma princesa, um objetivo mais simples – e, paradoxalmente, também mais complexo: a liberdade.

O jeito mais fácil de entender como Ape Out está organizado é compará-lo a um disco de vinil de jazz dos anos 50: toda fase é um disco, composta de dois lados diferentes. Em cada lado, quatro “faixas” – ou níveis menores –, que servem como pontos de salvamento do jogo. Na primeira faixa de cada disco, o desafio é o mesmo: o jogador é um gorila enjaulado por humanos e que deseja escapar.

Para se defender, o primata tem apenas duas armas: correr e socar para longe os atiradores de tranquilizantes, que querem abatê-lo para retornar ao confinamento. Conforme os níveis vão passando, os atiradores vão ficando mais poderosos – alguns deles têm granadas, outros têm metralhadoras de tranquilizantes ou são menores, e portanto, mais rápidos que o gorila para correr pelo cenário.

Como se pode perceber, morrer é algo que acontece bastante – e nisso Ape Out se aproveita de um ensinamento de outros jogos recentes que fizeram sucesso para além do mundo indie, como Super Meat Boy e Celeste: a cada falha, o jogador retorna mais empolgado para superar o desafio. Quanto mais vezes tropeçar, mais satisfatória será a vitória no final da fase – ou do disco.

Veja também:  Dragon Ball: Vegeta é capaz de alcançar o Instinto Superior?

O que faz de Ape Out um jogo único, porém, não é só a sua jogabilidade – que é tão simples quanto divertida, não requerendo prática sequer a um novato jogador. Mas sim sua “atmosfera” – a comparação lá de cima com um disco de vinil de jazz dos anos 50 não é à toa: a trilha sonora do jogo é toda inspirada no bebop, ritmo dominante do gênero na época. Sua dinâmica varia conforme o jogador desfere golpes em adversários, o que dá a Ape Out uma aura musical, como se cada nível fosse um solo de bateria digno de nomes como Art Blakey ou Joe Morello (o baterista do quarteto de Dave Brubeck). Jogar Ape Out sem som é como chupar bala com papel.

O aspecto visual do jogo também é uma característica à parte. Primeiro, ao investir numa perspectiva superior, na qual o jogador tem uma visão “aérea” do cenário, Gabe Cuzzillo consegue fazer muito com poucos recursos.

No entanto, ele vai além: opta por uma paleta de poucas cores, mas todas elas fortes, e traços sem grandes floreios, que remetem ao estilo de animações do diretor de arte Saul Bass – o responsável por aberturas clássicas do cinema como Anatomia de Um Crime (esta embalada por trilha marcante de outro jazzista, Duke Ellington), Um Corpo Que Cai, Psicose e O Pecado Mora ao Lado. A sensação de se jogar Ape Out é como se fosse um jogo feito nos anos 50, em termos de estética – tal como Cuphead, outro hit indie recente, também se aproveita das animações dos anos 30 e 40.

Veja também:  O Homem-Aranha pode mesmo parar um trem? A ciência explica

Dito de tal forma, pode parecer que trata-se de um jogo que apenas pega elementos de outras ideias e as une. É mais que isso, claro: é uma mistura que tem personalidade própria – e que envolve muita liberdade artística para conseguir empreender, longe da jaula da indústria “tradicional”. Homem primata, capitalismo selvagem, já diziam os Titãs.

Mortal Kombat 11 terá lutadoras com visual ‘mais maduro e respeitoso’


Quer enviar uma lista ou artigo? (Pode até virar video no canal!) Clique aqui!
Tags:

Log in

With social network:

Or with username:

You’ll be automatically logged in 5 seconds.

Esqueceu a senha?

Não tem uma conta? Registre-se

Esqueceu sua senha?

Digite seus dados de conta e nós enviaremos a você um link para recuperar sua senha.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Fechar
de

Processing files…

monstro do pântano
Série do Monstro do Pântano no DC Universe ganha teaser e data de estreia
hobbs & shaw
Velozes & Furiosos: Hobbs & Shaw ganha segundo trailer hilário e repleto de ação
Novo teaser de Vingadores: Ultimato indica despedida do Capitão América
brinquedo assassino
Reboot de Brinquedo Assassino ganha primeiro trailer oficial; assista
John Constantine já roubou os poderes do Shazam! nas HQs
CCXP: ingressos para a Comic Con 2019 estão à venda; veja os valores
Carnificina aparece com novo visual nos quadrinhos; veja
Capitão Marvel? Shazam! já causou disputas judiciais entre DC e Marvel
One Punch Man: Saitama e Genos têm nomes oficiais de herói revelados
Mangá de My Hero Academia coloca os vilões em uma grande guerra
Novo episódio de One Punch Man tem cena pós-créditos; entenda
Mangá de Boruto: Naruto Next Generations terá luta importante
Overwatch está gratuito em todas as plataformas até a próxima semana
Shao Kahn é apresentado em novo trailer de Mortal Kombat 11; assista
Assassin’s Creed: Unity ajudará a reconstruir Catedral de Notre-Dame
8K, SSD e mais: Sony revela vários detalhes sobre o PlayStation 5
10 momentos importantes para lembrar antes de Vingadores: Ultimato
Game of Thrones: 10 perguntas que o 1° episódio da 8ª temporada deixou
Professor Hulk: conheça a origem e os principais poderes dele
Game of Thrones: entenda a montaria de Jon Snow em um dragão
whatsapp
Nova atualização do WhatsApp poderá bloquear capturas de tela nas conversas
whatsapp
Na Índia, WhatsApp lança ferramenta de checagem de notícias dentro do app
Facebook lança aba específica para jogos do Facebook Gaming
Celulares da Xiaomi chegam ao Brasil por até R$ 3 mil