Homem processa mulher que usou celular durante Guardiões da Galáxia Vol. 2

O uso de celular em uma sala de cinema é algo bastante desagradável. E é pior ainda para quem está no meio de um encontro e a pessoa que o(a) acompanha resolve utilizar o aparelho.

A situação descrita no parágrafo anterior aconteceu com um homem de 37 anos, chamado Brandon Vezmar, morador de Round Rock, Texas, Estados Unidos. E ele resolveu levar essa situação bem a sério.

Conforme reportado pelo jornal americano “The Statesman“, Brandon Vezmar moveu uma ação judicial contra uma mulher, de 35 anos, que o acompanhou durante uma sessão do filme Guardiões da Galáxia Vol. 2 em um cinema local. Ele pede a quantia de US$ 17,31, que corresponde ao ingresso para assistir ao longa-metragem em 3D.

A ação foi movida no tribunal de pequenas causas de Travis County, também localizado no Texas. Segundo o processo, “o comportamento da ré é uma ameaça para a sociedade civilizada” e “embora os danos procurados sejam modestos, o princípio é importante”.

Ainda segundo o texto da ação, o uso do celular durante uma sessão de cinema correspondeu a uma “violação direta” da política do estabelecimento. Suas ações, conforme reportado pelo processo, “afetaram negativamente a experiência visual de Vezmar e de outras pessoas presentes no momento”.

O encontro aconteceu no dia 6 de maio, após Brandon Vezmar e a mulher, cujo nome não foi revelado, terem se conhecido pela internet. Segundo a ação, a moça começou a enviar mensagens de texto pelo celular a partir do 15° minuto de Guardiões da Galáxia Vol. 2 e, desde então, não parou: ativou o telefone entre 10 a 20 vezes, durante os 15 minutos seguintes.

Irritado, Brandon pediu o dinheiro do ingresso de volta, visto que ela havia atrapalhado a sua experiência. No entanto, a mulher se recusou a pagá-lo pela entrada. Ao “The Statesman”, a moça disse que as acusações de Brandon são infundadas e afirmou que ela fez uso do celular por apenas duas ou três vezes ao longo da sessão. Ela negou que seja uma pessoa de má índole.

Veja também:  Cavaleiro da Lua pode ganhar filme dirigido por James Gunn

A ação judicial de origem bizarra chamou a atenção do diretor de Guardiões da Galáxia Vol 2., James Gunn. Pelo Twitter, Gunn comentou sobre o processo com bom humor. “Por que não processar? Ela merece ser presa!”, disse.


Quer enviar uma lista ou artigo? (Pode até virar video no canal!) Clique aqui!

Seja bem vindo ao Ei Nerd.

ou

Login

Esqueceu a senha?

Não tem uma conta? Cadastre-se

Fechar
de

Processando arquivos...

Os 10 processos mais absurdos da história dos videogames
Diretor de Aquaman pode solucionar os problemas de marketing da DC
Vingadores: Guerra Infinita pode introduzir Nova no Universo Marvel
Filme O Incrível Hulk não deveria ser ignorado pela Marvel e seus fãs
Os Incríveis 2 ganha novo trailer com cenas inéditas; assista
Diretor de Aquaman pode solucionar os problemas de marketing da DC
HBO vai aumentar salário de atrizes de Big Little Lies na 2ª temporada
Racismo: atriz indiana diz que perdeu papel em filme por sua cor de pele
Stan Lee nega rumores de abusos e ameaça processar quem os publicou
Entenda o drama familiar e financeiro pelo qual Stan Lee passa
Vídeo mostra Stan Lee tendo dificuldade para assinar o próprio nome; veja
Dragon Ball: ilustrador mostra como seria Goku como personagem da DC
Dubladora de Dragon Ball quer Goku acendendo a tocha olímpica
Diretor de One Piece revela detalhes sobre batalha entre Luffy e Katakuri
Dragon Ball: ilustrador mostra como seria Goku como personagem da DC
Criador de Dragon Ball diz por que Saiyajins do Universo 6 são tão fortes
Os 10 processos mais absurdos da história dos videogames
PlayStation 5 não deve chegar ao mercado antes de 2020, aponta site
PUBG estará gratuito para Xbox One no próximo final de semana
Jogador profissional da Liga Overwatch é acusado de assédio sexual