O que X-Men: Fênix Negra pode aprender com os erros de X-Men 3?

A Fox divulgou no final da semana passada o mais novo filme da série X-Men: X-Men: Fênix Negra. O longa, que já tem data de estreia definida (2 de novembro de 2018) retomará a saga da Fênix Negra, que já foi retratada em X-Men 3: O Confronto Final. A atriz Sophie Turner é quem interpretará a personagem dessa vez.

Confira abaixo o que X-Men: Fênix Negra pode aprender com os erros de X-Men 3: O Confronto Final.

1) Garantir que a história da Fênix Negra será a principal

Simon Kinberg, que escreveu o terceiro filme ao lado de Zak Penn, disse há alguns anos que seu maior arrependimento com o filme lançado em 2006 foi não ter feito a história da Fênix Negra como a principal do título.

Ao invés disso, X-Men 3 deu mais atenção para a história da cura. A Worthington Labs desenvolveu uma vacina que suprimia o gene X, que dava aos mutantes suas habilidades. Os humanos consideraram ela uma cura. Mas Magneto e seu exército de mutantes não pensavam em ser curados, e que eles já haviam dado um passo adiante na evolução humana.

Magneto viu na ressuscitada Jean Grey uma arma poderosíssima, mas nem ele é capaz de controlar os poderes dentro dela. Ela se volta contra o vilão e Wolverine foi forçado a matar a mulher que amava.

2) Mudar a história de fundo da Fênix Negra

X-Men 3 começa com Charles Xavier e Magneto visitando uma jovem Jean Grey e convidando-a para a escola de mutantes. Ao perceber que seus poderes são perigosos para ela e o mundo, Charles entrou em sua mente e criou um bloqueio mental para controlar suas habilidades. Foi um conserto temporário, mas também acabou criando uma personalidade dupla para Jean. Quando seus poderes verdadeiros foram liberados, no final do segundo filme, a Fênix emergiu.

Veja também:  10 estranhos monstros nativo-americanos

Nos quadrinhos, a história é bem diferente. Uma entidade cósmica (que representa a vida que ainda não nasceu) se liga com Jean após ela vivenciar uma experiência de quase morte, enquanto pilotava uma nave bombardeada por radiação cósmica e que entrava na atmosfera terrestre. Quando a nave se acidentou na Terra, Jean ressurge como a Fênix Negra.

O Universo Cinematográfico da Marvel utilizou Guardiões da Galáxia para abrir as portas para seu universo cósmico, mas os filmes da série X-Men ainda não colocaram seus pés nessa água. X-Men: Fênix Negra é uma boa oportunidade, o que pode dar uma explicação cósmica para os poderes de Jean, igual aos quadrinhos.

3) Não matar o Ciclope

Os filmes nunca deram a Ciclope o respeito que merecia. E a maior injustiça é quando ele é morto no início de X-Men 3, sem qualquer razão aparente. Acredita-se que isso é consequência do seu intérprete, o ator James Marsden, estar trabalhando ao mesmo tempo no terceiro filme e em Superman – O Retorno. Ainda assim, foi cruel com o personagem.

Quando o terceiro filme começa, o Ciclope não é mais o líder dos X-Men. A morte de Jean o deixou em profunda tristeza e amargura. Ele vai até o lago onde ela morreu e escuta sua amada o chamando. Scott acaba surtando, remove seus óculos e libera seus raios de energia na água. É nesse momento em que Jean emerge do lago. Eles tem um breve momento romântico (no qual ela consegue consegue inibir os poderes do Ciclope e eles conseguem se olhar nos olhos), se beijam, e é nesse momento que ela se alimenta de sua vida, matando-o.

O relacionamente de Ciclope e Jean é muito importante para ser tratado como uma história terciária. X-Men: Fênix Negra não pode cometer o mesmo erro.

Veja também:  Game of Thrones: como Winterfell pode resistir ao ataque dos Outros?

4) A morte da Fênix Negra

O Wolverine não tem outra escolha a não ser matar Jean/Fênix Negra em X-Men 3. Antes de a cena acontecer, a Fênix libera todos os seus poderes e começa a desintegrar qualquer um (seja humano ou mutante) e qualquer coisa no seu alcance. Logan precisa levar seu fator de cura ao limite, já que partes de sua pele se soltam e seu esqueleto de adamantium fica visível. Ele finalmente chega a Jean, e diz que colocaria sua vida em risco por ela. Nesse momento de clareza e lucidez, ela pede para ele salvá-la, e assim Wolverine o faz, ao acertá-la com suas garras.

Apesar de ser uma cena bonita, certamente ela não pode ser refeita em X-Men: Fênix Negra. Nos quadrinhos, Jean também possui um momento de lucidez, e acaba se sacrificando. O que deve acontecer então? É esperar e ver.

Fonte: Comicbook

Deixe seu voto

4 points
Up Down

Votos totais: 4

Up: 4

Porcentagem de upvotos: 100.000000%

Down: 0

Downvotes percentage: 0.000000%


Quer enviar uma lista ou artigo? (Pode até virar video no canal!) Clique aqui!

Seja bem vindo ao Ei Nerd.

ou

Esqueceu a senha?

Não tem uma conta? Cadastre-se

Forgot your password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Fechar
de

Processando arquivos...

Coisas da década de 80 que podem aparecer em Mulher-Maravilha 1984
Last of Us II, Anthem e mais: os 15 games de maior destaque na E3 2018
Wolverine retorna aos quadrinhos com um novo poder assustador; confira
Fallout 76, Elder Scrolls VI e mais: destaques dos 2 primeiros dias da E3
Guardiões da Galáxia Vol. 3 será o último filme da saga, diz James Gunn
Millie Bobby Brown deixa o Twitter após montagens homofóbicas
Brie Larson fala sobre o tamanho do poder da Capitã Marvel
Cena de Vingadores 4 sobre viagem no tempo é falsa, segundo site
Stan Lee consegue ordem de restrição contra seu cuidador
Nos quadrinhos, Mulher-Maravilha já foi assediada pelo chefe dela
Homem de Ferro e Vespa se beijam em capa de nova HQ
Alvo de acusações, assistente de Stan Lee é preso nos EUA
Personagens de Death Note não serão jogáveis em Jump Force
Filme de Dragon Ball Super será lançado no Brasil pela Fox
Spoilers de Boruto revelam motivação do ataque dos Otsutsuki
Truque da ferramenta ninja é exposto em Boruto: Naruto Next Generations
Personagens de Death Note não serão jogáveis em Jump Force
Loja online para Nintendo Switch finalmente chega no Brasil
Caminhão da Sony com PlayStation 4 vai rodar o Brasil
Jogo de Stranger Things está sendo desenvolvido pela Netflix