Os 12 melhores games de 2016

Thumper

Descrito por seus criadores como um jogo de violência rítmica, Thumper está em uma categoria própria. Como algo parecido com um escaravelho, você é encarregado de derrubar seres cósmicos enquanto evita obstáculos em seu caminho e sincroniza com a trilha sonora industrial assustadora. É uma viagem louca que pode ser boa em retrospectiva, especialmente se você optar por jogar com o PSVR.

Salt and Sanctuary

Dark Souls provou ser influente na comunidade indie. No entanto, poucos imitadores sucedem como Salt and Sanctuary. É simples: a mecânica da série de Souls em 2D ao estilo Metroidvania. É o título perfeito pros fãs curiosos que procuram algo retrô.

Rez Infinite

Embora o PS4 tenha visto a sua quota de remakes e remasters, Rez Infinite, um jogo de 2001 pra PS2 e Dreamcast, pode encapsular tudo sobre a Sony em 2016. O jogo de tiro e ritmo psicodélico ainda parece ótimo e funciona esplendidamente em VR – apesar de não precisar dele pra jogá-lo. Talvez agora os jogadores realmente sintam que estão presos no ciberespaço com a versão definitiva de Rez.

Watch Dogs 2

2016 pode ser o ano da mudança no tom dos games – e Watch Dogs 2 pode ser o exemplo perfeito. O original ofereceu algumas mecânicas interessantes, mas infelizmente não alcançou as expectativas elevadas e foi apenas uma experiência monótona. Watch Dogs 2 é outra história. Os personagens são divertidos e o jogo em si é maior e melhor do que esperávamos.

Dark Souls III

A série Souls evita a estagnação enquanto o equilíbrio entre frustração e desafio permanece intacto. Ainda é uma lufada de ar fresco em um momento em que os jogos tendem a pegar leve e, como mencionado no tópico de Salt and Sanctuary, está aparentemente começando a influenciar muitos desenvolvedores. O mundo de Dark Souls III pode ser indiferente à nossa existência, mas ainda assim continuamos voltando por alguma razão

Veja também:  7 teorias sobre a identidade do Supremo Líder Snoke, de Star Wars

Total War: WARHAMMER

A série Total War é conhecida por seus jogos de estratégia definidos durante diferentes períodos da história. A edição deste ano, entretanto, saiu de um mundo fictício: a série de fantasia Warhammer. Os críticos acharam que a mistura funciona quase perfeitamente, com o resultado entre os melhores lançamentos em qualquer série até a data.

Inside

O jogo muito atrasado e aguardado de plataformas e puzzles, Inside é o primeiro jogo do estúdio indie dinamarquês Playdead desde seu inovador Limbo, lançado em 2010. Ele provou valer a espera, pois os críticos acharam este pesadelo distópico desolador e cinzento uma experiência única.

Stardew Valley

O melhor simulador de fazenda do ano vem de um único desenvolvedor, Eric Barone, que usou a série Harvest Moon como inspiração, mas elevou o conceito graças a uma admirável complexidade e atenção aos detalhes.

Owlboy

Owlboy emergiu de quase uma década inteira de desenvolvimento e parece ter valido a espera. Os jogadores controlam Otus, um híbrido coruja-humano, nesta aventura de plataformas ao estilo Metroidvania, que brilha nos departamentos de design e enredo.

Uncharted 4: A Thief’s End

Você não pode terminar 2016 sem reconhecer o último adeus de um dos personagens mais proeminentes e amados do PlayStation. Uncharted 4 nos deu a nossa visão mais humana sobre o aventureiro Nathan Drake, preenchendo seu passado pra explicar quem ele era, enquanto nos mostrou o presente e o que ele se tornou. Apesar de poder ter sido alguns níveis mais curtos, ver Nate e a gangue até o final foi um momento obrigatório pros jogares neste ano e a resolução desse epílogo ficará pra sempre na memória dos gamers. Obrigado por tudo, Drake.

Doom

Doom não é apenas o melhor FPS do ano – ou na verdade de todos os tempos. Não é apenas uma aventura cinematográfica profundamente inteligente, hilariante e autoconsciente do massacre estratégico, correndo num motor quente de pura adrenalina fumegante. Se fosse apenas essas coisas, Doom ainda seria memorável. Doom é maravilhoso, visceral e impressionante. E o melhor de tudo: a garantia de que Doom vai existir pra sempre, seja na sua comunidade de criadores de mapas e competidores do multiplayer, seja na esperança de uma nova sequência daqui a alguns anos.

Veja também:  7 games quase impossíveis no modo 'hard'

Final Fantasy XV

Céus… Como eu esperei por esse jogo! Eu confesso que estava com medo que estragassem tudo, mas, apesar das últimas falhas da Square Enix, ela está provando que sabe lidar com seus clientes – desde o reboot do Final Fantasy XIV, inclusive. Agora com o Final Fantasy XV, temos novamente a fantasia em seu auge! A jogabilidade é viciante, a história tira o fôlego e os gráficos nos deixam de queixo caído. E o melhor de tudo: os DLCs gratuitos já estão sendo entregues! Quando será que anunciarão o Final Fantasy XVI?

Concordou com a lista? Sentiu falta de algum título? Sinta-se à vontade pra registrar seu jogo favorito de 2016 nos comentários!

Deixe seu voto

-5 points
Up Down

Votos totais: 7

Up: 1

Porcentagem de upvotos: 14.285714%

Down: 6

Downvotes percentage: 85.714286%


Quer enviar uma lista ou artigo? (Pode até virar video no canal!) Clique aqui!

Seja bem vindo ao Ei Nerd.

ou

Esqueceu a senha?

Não tem uma conta? Cadastre-se

Forgot your password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Fechar
de

Processando arquivos...

Logan, Brad Pitt e mais: 15 easter eggs e referências de Deadpool 2
O significado das incríveis cenas pós-créditos de Deadpool 2
Crítica: Melhoras e novidades fazem Deadpool 2 ser superior ao original
10 piadas que o Deadpool fez com a Marvel e a DC nos quadrinhos
Logan, Brad Pitt e mais: 15 easter eggs e referências de Deadpool 2
Deadpool 2 tem classificação indicativa alterada novamente
O significado das incríveis cenas pós-créditos de Deadpool 2
Revelado o ator que interpretou o vilão surpresa de Deadpool 2
Jornalista impressiona Ryan Reynolds com paixão por Deadpool; assista
Qual é a orientação sexual do Deadpool? Cocriador explica
Stan Lee processa sua antiga empresa por US$ 1 bilhão em danos
deadpool
O Deadpool realmente matou todo o Universo Marvel nos quadrinhos?
Dragon Ball: banda termina show com pose das Forças Especiais Ginyu
Dragon Ball ganhará novo anime baseado no game Dragon Ball Heroes
Seria Bills e Whis o primeiro casal gay de Dragon Ball?
anime friends
Pela primeira vez, evento Anime Friends terá show de artista virtual
Registro de domínios pode ter revelado games de Pokémon para Switch
Activision revela novo Call of Duty: Black Ops 4; assista ao trailer
Game Dragon Ball Heroes revela novo guerreiro Saiyajin maligno
Batman vs Superman quase teve arco inspirado em Injustice