Ryan Reynolds tentou fazer filme do Deadpool antes de X-Men Origens

Deadpool fez sua estreia nos cinemas em 2016, o filme se tornou um sucesso e a inevitável sequência será lançada nesta quinta-feira (17). Mas o que pouca gente sabe é que o longa do anti-herói falastrão foi especulado pela primeira vez há 18 anos. E que Ryan Reynolds, intérprete do personagem, já estava ligado ao projeto desde 2004.

Quer entender mais a respeito do desenvolvimento dos filmes do Deadpool? Confira abaixo.

O filme do Deadpool foi planejado, pela primeira vez, no ano 2000

Vamos voltar um pouco no tempo. Em 2000, a Marvel voltou a ter motivos para sorrir. A franquia Blade estava prestes a estrear seu segundo filme, após o primeiro ser um sucesso, além do recente lançamento do primeiro longa dos X-Men, que também foi bem recebido pelo público e crítica e fez a empresa querer alçar voos maiores.

A Marvel passou parte dos anos 80 e 90 lutando contra diversos problemas financeiros. Mas ainda assim, criou a Marvel Films (que acaba se tornando a Marvel Studios), com o plano de produzir seus próprios filmes, mas antes, pensou em algo mais tradicional, ao firmar parcerias com estúdios de cinema.

Nessa época, a Artisan Entertainment acabou sob os holofotes após lançar A Bruxa de Blair, que se tornou um grande sucesso. Então, parecia perfeito para a Marvel tentar fazer um acordo com esse estúdio para trazer personagens de menor renome para os cinemas. Já o Homem-Aranha, os X-Men e o Quarteto Fantástico acabaram ficando a cargo de estúdios maiores, como realmente acabou acontecendo.

Veja também:  Cenas pós-créditos de Deadpool 2 podem introduzir filme da X-Force

O site Variety revelou alguns detalhes do acordo feito entre a Marvel e a Artisan. O estúdio ficaria responsável por produzir e distribuir cerca de 15 projetos, que seriam divididos entre filmes, televisão, animações e produções para a internet. Deadpool, Pantera Negra, Punho de Ferro, Quarteto Futuro, Morbius, Homem-Formiga, Longshot e Mort, o Adolescente Morto seriam os personagens adaptados. O último caso se trata de uma série cômica da Marvel que jamais se tornaria um filme, mas ainda poderia render algo.

Já os demais nomes conseguiram ser adaptados de alguma forma, com a exceção do Quarteto Futuro e Longshot, que aparentam não estar em desenvolvimento. E o que chama a atenção é que muitos desse projetos eram diferentes dos quadrinhos.

A descrição do próprio Deadpool, por exemplo, possui um equívoco dos grandes: ele era descrito como um mercenário “feio” que não se importa se irá viver ou morrer no final. Se esqueceram do simples fato de que ele é um herói quase impossível de ser morto. Já o Pantera Negra era chamado, estranhamente, de “um negro ao estilo Indiana Jones.”

Mas no fundo, sabemos que tudo saiu bem diferente, para nossa sorte, mas foi interessante ver como que esses filmes eram originalmente diferentes. E o mais importante: provou que heróis considerados de segundo escalão podem fazer grande sucesso: Deadpool já ganhou uma sequência e Pantera Negra quebrou recordes, se tornando um dos filmes de super-heróis mais populares da história.

Só que de qualquer forma, ficou claro que a Marvel já planejava trazer o anti-herói falastrão pras telonas há 18 anos.

Ryan Reynolds já se envolveu por volta de 2004

Sabemos que os X-Men podem se tornar parte do Universo Cinematográfico da Marvel (UCM) em breve, mas todo esse problema de direitos já causou muita confusão e chegou a adiar o filme do Deadpool em um momento. Histórias por aí afirmam que Ryan Reynolds se interessou no Deadpool após participar de um evento de HQs, e logo quis ver nosso amigo Wade Wilson nas telonas. Em abril de 2004, um quadrinho do personagem chegou a fazer piada com o ator. Reynolds adorou a brincadeira, o que fez desejar interpretá-lo nos cinemas.

Em fevereiro do mesmo ano, o site IGN conversou com David Goyer, diretor do terceiro filme do Blade, que tinha o próprio Ryan Reynolds no elenco. O filme não foi tão bem recebido quanto suas sequências anteriores, mas serviu para mostrar que o ator poderia lidar com comédia e ação ao mesmo tempo. Enquanto isso, a Marvel continuava a tentar produzir um filme do Deadpool, que seria dirigido pelo próprio David Goyer e seria escrito por Mark Millar. Mas já sabemos que essa ideia jamais viu a luz do dia.

Veja também:  Deadpool 2: Wade Wilson se desculpa com David Beckham em vídeo

A história só voltou à tona novamente em 2008, pouco antes do lançamento de X-Men Origens: Wolverine. O canal MTV conversou com um executivo da Fox, que afirmava estar envolvido com o projeto original desde 2004 e revelou a confusão que envolvia os direitos do Deadpool nos cinemas, que acabou causando alguns atrasos em seu desenvolvimento.

Para a sorte e alegria de Ryan Reynolds, ele continuou envolvido com o projeto e foi responsável por dar vida à primeira versão do personagem. Sim, tanto ela quanto o filme não foram bem recebidos, mas foi o suficiente para que os fãs pedissem uma adaptação mais fiel do Deadpool nas telonas, e Reynolds e a Fox trabalharam para que isso acontecesse.

O filme do Deadpool já estava em desenvolvimento na estreia de Origens

Com Reynolds ainda envolvido com o Deadpool, além do desejo Marvel e da Fox em verem o anti-herói estrelando seu próprio filme, o ator foi escalado para o papel em X-Men Origens com o filme solo do personagem já em mente.

E isso ficou mais evidente no final de semana de estreia do filme, após o site The Hollywood Reporter revelar que o longa estava em desenvolvimento e seria estrelado pelo próprio Ryan Reynolds.

Quem assistiu ao filme se lembra que essa versão distorcida do personagem acabou sobrevivendo no final, o que criou um cenário para uma sequência. Ainda de acordo com o The Hollywood Reporter, todas essas mudanças aplicadas no Deadpool seriam desfeitas e a ideia era trazer o personagem conhecido por suas piadas e brincadeiras, além de seu costume de quebrar a quarta parede.

Sim, no final das contas demorou um pouco, mas sabemos que o filme acabou sendo lançado em 2016, com a direção de Tim Miller, e se tornou um sucesso. Hoje, Reynolds faz piada com o filme do Blade e Deadpool 2 está prestes a fazer sua estreia nos cinemas, e com certeza, deve ser tão bem sucedido quanto seu antecessor.

Fonte: Screen Rant

Ei Nerd, não deixe de conferir:

Deixe seu voto

2 points
Up Down

Quer enviar uma lista ou artigo? (Pode até virar video no canal!) Clique aqui!

Log in

With social network:

Or with username:

You’ll be automatically logged in 5 seconds.

Esqueceu a senha?

Não tem uma conta? Registre-se

Esqueceu sua senha?

Digite seus dados de conta e nós enviaremos a você um link para recuperar sua senha.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Fechar
de

Processing files…

Loki, Feiticeira Escarlate e mais? Tudo sobre as futuras séries da Marvel
Quais personagens antigos voltam em Capitã Marvel (e como eles voltam)
10 detalhes que você pode ter deixado passar no primeiro trailer de Capitã Marvel
Capitã Marvel: tudo sobre sua origem, poderes e mudanças no filme
Loki, Feiticeira Escarlate e mais? Tudo sobre as futuras séries da Marvel
Com Emily Bluny, O Retorno de Mary Poppins mistura elementos de animação
Por que os simbiontes vieram à Terra no filme do Venom?
Ênio e Beto são casal gay, diz roteirista de Vila Sésamo
Batman aparece sem roupas pela primeira vez nos quadrinhos
Neymar lança série de quadrinhos em que aparece como herói
Turma da Mônica ganha game para PlayStation 4 e Nintendo Switch
Serviço de streaming DC Universe ganha data de lançamento; confira
Dragon Ball Super: Broly deve ter luta em outra dimensão com efeitos CGI
Anime de Boruto mostra a hipocrisia de Naruto como Hokage; entenda
Boruto vai até o esconderijo de Orochimaru e descobre clones de Mitsuki
Dragon Ball Super: Broly ganha novo pôster com os Saiyajins do filme
Games Gwent e spin-off de The Witcher ganham data de lançamento
Devil May Cry 5 tem novo trailer, personagem inédito e informações; veja
Sony anuncia console PlayStation Classic com 20 jogos na memória
fortnite
Fortnite é considerado justificativa em mais de 200 casos de divórcio em 2018